Campanha de Chattanooga e Chickamauga, agosto-novembro de 1863

Campanha de Chattanooga e Chickamauga, agosto-novembro de 1863



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Campanha de Chattanooga e Chickamauga, agosto-novembro de 1863

Introdução
Encaminhar para Chattanooga
Chickamauga
O cerco de Chattanooga
Raising the Siege

Introdução

Campanha durante a Guerra Civil Americana que garantiu o controle da União do leste e central do Tennessee e abriu caminho para a captura de Atlanta por Sherman e a marcha para o mar em 1864. Também desempenhou um papel na ascensão de US Grant ao comando geral da União exércitos.

Mapa interativo de Chattanooga e Chickamauga

A primeira metade de 1862 viu a Confederação ser expulsa do oeste do Tennessee. Após a vitória em Shiloh (6-7 de abril de 1862) e a queda do ponto forte confederado de Corinto (25 de maio), um forte exército da União comandado por Don Carlos Buell foi enviado para o leste do Tennessee, com o objetivo de capturar Chattanooga. Buell tinha se movido tão lentamente que Braxton Bragg, comandando o Exército do Tennessee, foi capaz de preparar e lançar uma invasão ao leste do Kentucky.

Bragg estava confiante de que sua invasão forçaria Buell a abandonar seu movimento em direção a Chattanooga. Ele esperava receber apoio e recrutas do que ele acreditava ser uma população fortemente pró-confederada. Ele encontrou alguma simpatia, mas nenhum recruta. Em Perryville (8 de outubro de 1862), ele se defendeu contra parte de um forte exército da União, mas quando percebeu quantos soldados da União estavam se concentrando contra ele, recuou para Murfreesboro, no centro do Tennessee.

Embora Buell tenha se movido rápido o suficiente para impedir a invasão de Bragg, ele logo voltou ao seu ritmo anterior. Impaciente com generais lentos, Lincoln o substituiu por William Rosecrans, que acabara de derrotar uma invasão confederada ao oeste do Tennessee. Rosecrans passou dois meses em Nashville, preparando-se para lançar seu contra-ataque.

Rosecrans, General William S.

Quando finalmente Rosecrans se moveu para o sul, ele correu para as defesas de Bragg em Murfreesboro. Apesar de estar em grande desvantagem numérica (34.000 a 41.000), Bragg conseguiu surpreender Rosecrans em 31 de dezembro de 1862 (Batalha de Murfreesboro ou Stone River, 31 de dezembro de 1862 a 1 de janeiro de 1863), mas durante dois dias de combates pesados ​​não foi capaz de forçar uma vitória e retirou-se para Chattanooga.

Encaminhar para Chattanooga

O leste do Tennessee teve uma forte atração emocional por Lincoln. Como West Virginia, era uma área montanhosa, com poucos proprietários de escravos e um centro de sentimento sindicalista, mas, ao contrário de West Virginia, permaneceu firmemente nas mãos dos confederados ao longo de 1861 e 1862. Uma revolta pró-União em novembro de 1861 foi esmagada após o fracasso da expedição da União que o desencadeou.

Chattanooga tinha outra atração. Localizada onde o rio Tennessee cortava uma lacuna nas montanhas Cumberland, Chattanooga era um dos dois únicos lugares onde boas ferrovias ligavam a Confederação ocidental e oriental. A segunda foi Atlanta, Geórgia, e a captura de Chattanooga deixaria Atlanta vulnerável a ataques.

Os exércitos da Confederação e da União sofreram pesadas perdas em Murfreesboro. O exército de Rosecrans havia perdido 12.906 homens de 41.400 (1.677 mortos, 7.543 feridos e 3.686 desaparecidos). Apesar de ter o exército menor e ser o atacante, Bragg perdeu um pouco poucos homens - 11.739 de 34.739 (1.294 mortos, 7.945 fariam e 2.500 desaparecidos).

A batalha produziu resultados diferentes nos dois exércitos. Rosecrans parece ter ficado surpreso com a escala de suas perdas. Ele se estabeleceu em Murfreesboro, onde começou a reconstruir seu exército enquanto resistia à pressão de Washington para lançar um ataque na primavera de 1863. Isso quase certamente foi um erro sério de sua parte. Imediatamente após Murfreesboro, Bragg provavelmente tinha tropas suficientes para tornar qualquer ataque muito perigoso. No entanto, durante a primavera de 1863, a Confederação precisava de seus homens em outro lugar. Uma parte considerável do exército de Bragg foi enviada para o oeste para ajudar nas tentativas de Joseph Johnston de aliviar o cerco de Vicksburg. No leste, Lee estava invadindo a Pensilvânia a caminho de Gettysburg. Bragg estava sozinho.

Enquanto Rosecrans se preparava, Bragg discutia. Embora tivesse muitas qualidades positivas como general, lidar com seus subordinados não era uma delas. No início de 1863, ele desentendeu-se com todos os comandantes de cada corpo e divisão do Exército do Tennessee. Dois de seus subordinados mais graduados escreveram ao presidente Davis solicitando uma chance de comando e sugerindo Joseph Johnston. Outro chegou perto de desafiá-lo para um duelo. O próprio Bragg estava ciente desse descontentamento e escreveu a Davis em janeiro sugerindo que ele fosse substituído!

Davis respondeu enviando Joseph Johnston, não para assumir o comando, mas para investigar a situação, com a expectativa de que Johnston recomendasse que ele assumisse. No entanto, Johnston não cooperou. Até ser ferido em Seven Pines em 1862, Johnston ocupara o comando da Virgínia e agora estava em forma e o queria de volta. Conseqüentemente, ele recomendou que Bragg permanecesse no comando em Chattanooga, e até deu a entender que Lee deveria ser enviado para o oeste! Quando a luta recomeçou no final do ano, as relações ruins entre Bragg e seus oficiais superiores dificultaram o esforço confederado.

Apesar de todos os seus atrasos, Rosecrans finalmente se mudou em 24 de junho. Bragg havia formado uma linha defensiva ao longo do Duck River em torno de Tullahoma, bloqueando a ferrovia de Murfreesboro a Chattanooga. Quando ele se moveu, ficou claro que Rosecrans não havia perdido seu tempo. Ele havia dividido seu exército em quatro corpos de infantaria e um corpo de cavalaria. Cada um agora usava uma passagem diferente pelas colinas na extremidade norte do Vale do Rio Duck, confundindo completamente Bragg, que agora se encontrava em sério perigo de ficar preso. O corpo federal estava em ambos os flancos. Uma divisão de cavalaria aproximou-se perigosamente da ferrovia ao sul.

Percebendo o quanto ele estava em perigo, Bragg tirou seu exército de suas linhas e recuou para Chattanooga. Em uma semana, a Rosecrans avançou 80 milhas a um custo de apenas 570 baixas contra um inimigo que teve seis meses para se preparar. Sua conquista foi mais apreciada no sul do que no norte. Chattanooga estava claramente vulnerável e a Geórgia em perigo iminente.

Ironicamente, a queda de Vicksburg e a derrota dos confederados em Gettysburg colocaram a Rosecrans em grande perigo. As tropas que Bragg enviara para o oeste deviam agora ser devolvidas a ele. Mais tarde na campanha, ele também foi reforçado pelo corpo de Longstreet do Exército da Virgínia do Norte, temporariamente disponível após Gettysburg.

Esse perigo não ficou imediatamente aparente e, de fato, levou algum tempo para se desenvolver totalmente. Infelizmente para seus homens, Rosecrans parou novamente após seu triunfo em Duck River, permitindo que as forças confederadas começassem a se concentrar contra ele.

Desta vez, o planejamento levou seis semanas. Bragg tinha uma posição forte em Chattanooga. A cidade poderia ser defendida (ou sitiada) de posições fortes a leste e oeste, enquanto o rio Tennessee protegia a cidade ao norte. Um exército da União muito maltratado logo defenderia uma posição muito mais fraca na margem sul do Tennessee.

Durante as duas últimas semanas de agosto, a Rosecrans empurrou Bragg para fora dessa linha forte sem lutar uma batalha. Sua campanha começou em 16 de agosto. Uma parte de seu exército foi enviada a leste de Chattanooga, para convencer Bragg de que o ataque principal viria daquela direção. Enquanto isso, a maior parte de seu exército cruzou o rio muito mais a jusante - a corporação de McCook cruzou perto de Stevenson, mais de trinta milhas a oeste de Chattanooga.

Mais más notícias chegaram a Bragg do norte. Um exército confederado de 10.000 homens estava defendendo Knoxville, o coração do Unionista do Leste do Tennessee. É uma indicação reveladora da escala da luta em 1863 que seus oponentes, os 25.000 homens do Exército de Ohio, pudessem ser considerados um pequeno exército. Seu comandante era o general Ambrose Burnside, enviado para o oeste após seu período desastroso no comando do Exército do Potomac.

Dado um comando menos importante, Burnside se saiu muito melhor. Como Rosecrans, ele enviou seu exército por várias passagens nas montanhas para ameaçar Knoxville de quatro direções. Os defensores confederados da cidade decidiram se retirar e, em 3 de setembro de 1863, Burnside entrou em Knoxville em triunfo.

A guarnição confederada de Knoxville alcançou Chattanooga apenas para descobrir que Bragg estava prestes a se retirar da cidade. Em 8 de setembro, temendo que estivesse prestes a ser isolado em Chattanooga, Bragg retirou-se para LaFayette, Geórgia, de onde logo lançaria um contra-ataque. Em 9 de setembro, a ala esquerda de Rosecrans, originalmente destinada a ser nada mais do que uma diversão, entrou em um Chattanooga indefeso.

Chickamauga

Rosecrans agora demonstrou por que era melhor se ele planejasse seus movimentos com cuidado. Convencido de que Bragg estava derrotado e de que não enfrentaria nenhuma luta séria, Rosecrans finalmente buscou velocidade. De sua posição a oeste de Chattanooga, o caminho da maior parte de seu exército foi bloqueado pela Montanha Lookout. A montanha sobe acentuadamente da margem sul do rio Tennessee antes de seguir para o sul até o Alabama, com encostas íngremes para leste e oeste. Rosecrans decidiu dividir seu exército em três colunas principais, espalhadas por quarenta milhas de terreno montanhoso difícil.

Bragg agora tinha uma das melhores chances que a Confederação já teve de infligir uma derrota esmagadora a um grande exército da União. Bragg foi reforçado por duas divisões do Mississippi, devolvidas a ele após a queda de Vicksburg. Mais significativamente, duas divisões do corpo de James Longstreet do Exército da Virgínia do Norte foram enviadas para o oeste, apesar das objeções de Robert E. Lee, que quase sempre se opôs a qualquer enfraquecimento de seu exército. 12.000 soldados confederados veteranos começaram a jornada para o oeste em 9 de setembro. Os primeiros elementos desta força chegaram a Bragg em 18 de setembro e cerca de metade deles chegou a tempo de participar em Chickamauga.

Mesmo antes de eles chegarem, Bragg poderia quase igualar o número total de Rosecrans. Nos dias seguintes, Bragg teve duas chances de esmagar fragmentos isolados do comando dividido de Rosecran. Em 10 de setembro, ele teve a chance de atacar uma única divisão federal com um corpo inteiro. Em 12 de setembro, outra chance surgiu, desta vez para atacar um corpo federal espalhado com dois próprios.

Ambas as chances foram perdidas, em grande parte por causa das relações ruins entre Bragg e seus oficiais superiores. Em cada caso, os homens encarregados de lançar os ataques encontraram motivos para não fazê-lo. Em 10 de setembro, suas ordens foram ignoradas e discutidas até que a chance se foi, enquanto em 12 de setembro Leônidas Polk ficou na defensiva diante de inimigos imaginários.

Esses ataques abortados alertaram Rosecrans de que Bragg ainda estava na área, pronto e disposto a lutar. Consequentemente, Rosecrans ordenou que seu corpo disperso se concentrasse ao longo da linha de West Chickamauga Creek. A mesma preocupação rapidamente se espalhou por Washington. Em 13 de setembro, os EUA Grant receberam ordens de mover todas as tropas disponíveis para o leste para ajudar a socorrer Chattanooga. O Rosecrans já estava em perigo antes da batalha de Chickamauga.

Bragg ganhou uma última chance de uma vitória fácil em 18 de setembro. O flanco esquerdo de Rosecrans foi posicionado muito ao sul para garantir sua rota de volta a Chattanooga. Bragg moveu a maior parte de seu exército para o norte e cruzou o riacho Chickamauga na esperança de isolar Rosecrans nas montanhas ao sul de Chattanooga. Pela primeira vez, suas esperanças foram frustradas pelo inimigo, não por seus próprios oficiais. A cavalaria de Rosecran descobriu o movimento de Bragg. O Décimo Quarto Corpo Federal sob George Thomas foi enviado para o norte e bloqueou o avanço dos confederados.

O exército reforçado de Bragg teria que enfrentar todo o exército da União ao longo da linha de Chickamauga Creek. Pela primeira vez, o exército da União estava em menor número em uma grande batalha - Rosecrans tinha cerca de 60.000 homens, enquanto Bragg tinha sido reforçado para entre 65.000 e 70.000 homens (embora apenas metade dos reforços de Longstreet chegaram a tempo para a batalha).

O primeiro dia da batalha de Chickamauga (19 de setembro de 1863) não foi muito promissor para uma vitória dos confederados. Bragg se concentrou na esquerda do Union, ainda na esperança de passar por aquele flanco. A vegetação rasteira impediu a cooperação efetiva entre os ataques confederados, e Thomas foi capaz de resistir à esquerda federal, embora não sem sofrer pesadas baixas.

Naquela noite, Longstreet chegou com duas de suas brigadas. Bragg prontamente o colocou no comando da esquerda confederada, com Polk no comando da direita. Seu plano para 20 de setembro era lançar um ataque "em escalão" da direita para a esquerda, divisão por divisão. No ataque desenvolvido à direita, Rosecrans mudaria as tropas para lidar com ele, deixando a União direita perigosamente vulnerável. Nesse ponto, Longstreet lançaria seu ataque contra uma linha enfraquecida.

O plano de Bragg funcionou, mas não da maneira que ele esperava. Polk não lançou seu ataque a tempo e quando ele entrou, várias horas depois, fez muito pouco progresso contra os homens de Thomas, agora totalmente cravados. No entanto, Rosecrans começou a embaralhar suas tropas para a esquerda. Agora a floresta densa trabalhava contra as forças sindicais. Foi relatada uma lacuna onde, na realidade, já havia uma divisão da União escondida na floresta. Na tentativa de preencher essa lacuna imaginária, Rosecrans criou uma real.

Isso poderia não ter importado se Bragg não tivesse perdido a paciência com o progresso lento de Polk e ordenado que Longstreet lançasse um ataque com todas as suas cinco divisões. Em vez de atingir uma linha federal forte, Longstreet se viu marchando direto para essa lacuna. Em ambos os lados da lacuna, as tropas federais foram atacadas pelo que pensaram ser um flanco seguro. Cerca de um terço do exército cedeu e fugiu de volta para Chattanooga. Entre eles estava Rosecrans, cujo quartel-general estivera na linha do avanço confederado.

Rosecrans fugiu convencido de que seu exército estava desmoronando atrás dele. Provavelmente deveria ter sido, mas Bragg não percebeu o quão total foi o colapso federal e se recusou a reforçar Longstreet. A esquerda da União ainda se manteve. George Thomas ficou para sempre conhecido como o ‘Rochedo de Chickamauga’. Seu próprio corpo aguentou. Muitos outros homens se reuniram em torno deles, e ele foi capaz de formar uma posição forte na colina Snodgrass. Com a ajuda da divisão de reserva, ele foi capaz de conter os ataques determinados de Longstreet durante todo o dia. Naquela noite, Thomas pôde retirar-se em boa ordem para Rossville Gap, onde parou em 21 de setembro, antes de ser mandado de volta a Chattanooga.

Thomas, General George

Chickamauga foi uma das poucas grandes vitórias da Confederação no oeste, mas teve um preço terrível. Uma combinação da luta feroz no primeiro dia e a posição determinada de Thomas após a descoberta dos confederados significou que o exército de Bragg sofreu mais de 18.000 baixas (2.312 mortos, 14.674 feridos e 1.468 desaparecidos). As perdas federais foram menores em 16.000 (1.657 mortos, 9.756 feridos e 4.757 desaparecidos, com muitos dos desaparecidos sendo homens capturados durante o colapso da ala direita). Ambos os exércitos perderam cerca de 30% de sua força total.

O cerco de Chattanooga

Nenhum dos comandantes teve um bom desempenho depois de Chickamauga. Rosecrans voltou para Chattanooga, abandonando até mesmo posições-chave na Montanha Lookout, dominando os acessos ocidentais da cidade. Ele começou a planejar uma retirada de volta de Chattanooga.

Bragg ficou quase tão surpreso com as consequências da vitória. Suas 18.000 baixas incluíram dez de seus generais e causaram uma grande perturbação em seu exército. Mesmo assim, nos dias seguintes, ele perdeu uma grande chance de capturar Chattanooga antes que o Exército Federal pudesse se intrometer.

Em vez disso, Bragg decidiu conduzir um cerco regular. Dentro da cidade estavam 55.000 soldados federais, incluindo quase 10.000 feridos. A principal linha de abastecimento do território da União era a ferrovia que seguia para o oeste e depois para o norte até o centro do Tennessee. Imediatamente a oeste de Chattanooga, esta ferrovia pode ser bloqueada por qualquer um que ocupasse a Montanha Lookout.

Essa posição logo estava nas mãos dos confederados. Bragg mudou-se para ocupar a Montanha Lookout a oeste da cidade e Missionary Ridge a leste e criou uma linha fortificada entre os dois. Ao norte, o rio Tennessee completou o bloqueio. As forças da união ainda controlavam a ferrovia até Bridgeport, vinte e seis milhas a oeste de Chattanooga, onde a ferrovia cruzava para a margem sul do Tennessee, mas o bloqueio de Bragg significava que a única rota ainda aberta envolvia um desvio de sessenta milhas através das montanhas no margem norte do rio.

55.000 homens consomem uma grande quantidade de comida. A torturante rota da montanha combinada com o clima de outono colocou o Exército de Cumberland em perigo real de se render à fome. U. S. Grant relatou que os soldados disseram que viviam com "meia ração de pão duro e carne seca no casco."

Grant, Ulysses S.

Raising the Siege

Foi para Grant que Lincoln se voltou para salvar Chattanooga. Mesmo antes de Chickamauga, ele havia recebido ordens de enviar todas as tropas disponíveis para o leste para reforçar os Rosecrans. Em 18 de outubro, ele foi recebido pelo Secretário da Guerra Stanton em Indianápolis, onde lhe foi oferecido o comando de um novo Distrito Militar do Mississippi, que ia do rio Mississippi a leste até as Montanhas Alleghany. Stanton preparou duas cópias da ordem, uma mantendo Rosecrans e outra substituindo-o por Thomas. Grant escolheu o segundo.

Os reforços já estavam se movendo em direção a Chattanooga. No final de setembro, Stanton persuadiu Lincoln a destacar o Décimo Primeiro e o Décimo Segundo Corpo do Exército do Potomac e enviá-los para o oeste sob o comando de Joe Hooker (a falha no comando do Exército do Potomac claramente não foi uma barreira para o serviço posterior!). Em meados da primeira semana de outubro, cerca de 20.000 homens foram transferidos da Virgínia para Bridgeport, uma jornada de mais de 1.100 milhas em onze dias. Sherman estava se aproximando do oeste com quatro divisões (17.000 homens) do antigo exército de Vicksburg de Grant. Eles chegaram a Bridgeport em 15 de novembro. Esses reforços estavam concentrados em Bridgeport porque a situação do abastecimento em Chattanooga ainda não havia melhorado.

Grant chegou à cidade sitiada em 23 de outubro. Ele descobriu que um plano para a criação de uma nova rota de abastecimento já havia sido preparado, mas não implementado pela Rosecrans. A oeste da cidade, o rio Tennessee passa por um desfiladeiro estreito nas montanhas, onde o rio era muito rápido para os barcos a vapor da época. De Kelly’s Ferry no lado oeste da Racoon Mountain, os barcos a vapor tiveram que ser puxados rio acima para Chattanooga. Uma rota alternativa era usar uma passagem pela montanha para chegar à Balsa de Brown no extremo norte do Vale Lookout. De lá, você poderia cruzar para a margem norte do Tennessee, onde se encontraria a apenas uma milha de Chattanooga.

O objetivo de Grant era assegurar o controle desta rota. Isso permitiria que ele usasse o rio durante dezoito das vinte e seis milhas entre Bridgeport e Chattanooga e depois a rota terrestre nas últimas oito. As forças confederadas na Montanha Lookout não seriam capazes de interferir com esta rota uma vez que fosse protegida, mas se eles percebessem o que estava acontecendo cedo o suficiente, eles poderiam facilmente bloquear a rota.

O plano da União envolveu três forças distintas. Uma, sob o comando do general Hooker, era cruzar o rio em Bridgeport, marchar ao longo da margem sul até Whitesides, onde uma passagem leva a Lookout Valley, depois subir o Lookout Valley até a Balsa de Brown. A segunda, uma divisão sob o comando do general Palmer, deveria enfrentá-los na margem norte do rio e, em seguida, cruzar em Whitesides para proteger a estrada atrás de Hooker.

A terceira força viria de Chattanooga, sob o comando do General W. F. Smith, o projetista do plano. 1.800 de seus homens deveriam flutuar rio abaixo em 60 barcaças (mais tarde usadas como base para uma ponte flutuante), usando o rápido fluxo do Tennessee e a cobertura da noite para passar pelos piquetes confederados na base da Montanha Lookout. Essa força era para apreender a Balsa de Brown. Os 2.200 homens restantes sob Smith deveriam cruzar uma ponte voadora (temporária) de Chattanooga e marchar para a margem norte do rio em frente à balsa de Brown, de onde seriam transportados para reforçar a força do pontão.

O plano correu sem problemas. Hooker começou sua marcha em 26 de outubro, apenas dois dias depois que Grant chegou a Chattanooga. Às três da manhã de 27 de outubro, os pontões foram lançados de Chattanooga. Smith já havia começado sua marcha na margem norte do rio, chegando em frente à balsa de Brown a tempo de ver a força anfíbia pousar lá às cinco da manhã, vencendo o piquete confederado. Às sete, toda a força de Smith estava sobre o rio e às dez eles haviam concluído a ponte flutuante. Grant agora tinha uma rota terrestre segura de Chattanooga a oeste até Lookout Valley.

No dia seguinte, a força de Hooker alcançou Lookout Valley. Uma divisão foi postada a três milhas da Balsa de Brown, enquanto o resto da força se mudou para o rio. Grant agora tinha sua rota segura de Brown’s Ferry oeste para Kelly’s Ferry, e de lá ao longo do rio até a estação ferroviária em Bridgeport. Esta era a famosa ‘linha de biscoitos’, que dentro de uma semana restaurou o Exército de Cumberland com rações completas.

Bragg fez uma tentativa de quebrar a linha. Na noite de 28-29 de outubro, ele atacou a única divisão em Wauhatchie. Por três horas, essa divisão segurou o ataque dos confederados antes que o socorro chegasse da Balsa de Brown e expulsasse os atacantes. Essa foi a única tentativa que Bragg fez para cortar a nova linha de abastecimento essencial de Grant.

Em vez disso, ele voltou sua atenção para Burnside em Knoxville. Apesar da vitória em Chickamauga, Bragg e seus generais ainda discutiam. Nathan Forrest realmente deixou o exército! No início de outubro, Jefferson Davis decidiu viajar para Chattanooga pessoalmente, na tentativa de resolver a bagunça, mas sua visita foi bastante desastrosa. Todos os quatro comandantes do corpo de Bragg disseram a Davis que Bragg deveria ir. Davis ofereceu o comando a Longstreet, que recusou. Nenhuma outra opção estava disponível e, portanto, Bragg foi contratado. Na mesma visita, Davis sugeriu que Longstreet fosse enviada para recapturar Knoxville.

Agora, com Grant ativo em Chattanooga, já reforçado por Hooker e com Sherman a caminho, Bragg acatou essa sugestão. Em 4 de novembro, Longstreet foi enviado para o norte com seus próprios 15.000 homens e 5.000 cavalaria. Esse movimento foi criticado desde então, mas preocupou Grant. Burnside estaria em menor número. Seu exército estava ficando sem suprimentos e muito longe da ferrovia União mais próxima. Se Longstreet tivesse se movido rápido, ele poderia ter atacado Knoxville antes de Grant empurrar Bragg para longe de Chattanooga. Em vez disso, ele chegou ao fim de sua própria ligação ferroviária e lá permaneceu até 13 de novembro. Ele não atacou Knoxville até 29 de novembro, quando o cerco de Chattanooga estava encerrado. Esse ataque foi repelido e, embora Longstreet permanecesse no leste do Tennessee pelo resto do inverno, a posição da União agora estava segura.

Em Chattanooga, Grant estava se preparando para afastar Bragg de suas posições na Montanha Lookout e em Missionary Ridge. Ele agora tinha três exércitos separados para comandar. Em Chattanooga, havia o Exército de Cumberland comandado por Thomas. A oeste da Montanha Lookout estava Hooker com suas divisões do Exército do Potomac (embora esses exércitos logo tenham se tornado muito misturados). Agora Sherman havia entrado em cena com uma grande parte do Exército do Tennessee, que Grant colocou na margem norte do Tennessee, de frente para o extremo norte de Missionary Ridge.

Esse movimento pode ter induzido Bragg a enviar outra divisão para Knoxville, pensando que Sherman havia sido enviado para ajudar Burnside. Assim, quando a batalha crucial se desenvolveu, Grant tinha 60.000 homens e Bragg apenas 30.000, com mais de 20.000 de seus homens ausentes na campanha de Knoxville. No entanto, sua posição em Missionary Ridge era muito forte.

Ciente disso, Grant decidiu não atacar a posição principal. Ele decidiu usar os homens de Sherman e Hooker para atacar os flancos da posição confederada, com Thomas segurando o centro, embora tenham sido os homens de Thomas que começaram a luta em 23 de novembro (Batalha de Orchard Knob), empurrando a linha confederada para trás uma milha em direção a base de Missionary Ridge.

No dia seguinte, começou a ação principal (batalha de Chattanooga, 24-27 de novembro de 1863). À direita da União, Hooker eliminou os defensores confederados da Montanha Lookout, forçando Bragg a puxar seu flanco esquerdo de volta para Missionary Ridge. Na esquerda da Union, Sherman cruzou o Tennessee e lançou um ataque, mas o que ele inicialmente pensou foi um ataque inesperadamente fácil no extremo norte de Missionary Ridge acabou por subir algumas colinas separadas do resto do cume por um profundo mergulhar.

Lookout Mountain

A Batalha de Missionary Ridge (25 de novembro) viu os combates principais. Sherman recebeu ordens de atacar ao amanhecer. Hooker também deveria se mover ao amanhecer e atacar a esquerda confederada. Thomas deveria esperar até Hooker lançar seu ataque e então se juntar a ele. Infelizmente, os confederados em retirada destruíram uma ponte importante sobre o riacho Chattanooga, o que significa que Hooker levou quatro horas para chegar ao ponto inicial de seu ataque ao cume. Enquanto isso, a maior parte do poder de fogo confederado estava concentrado no ataque de Sherman ao norte.

Finalmente Grant não pôde esperar mais e ordenou a Thomas que lançasse seu ataque. Por volta das três da tarde, o Exército de Cumberland ultrapassou a primeira linha confederada na base do cume. Não parando por aí, eles seguiram em frente, tão perto dos confederados em fuga que foram protegidos do fogo inimigo! Para a surpresa de todos que assistiam, esse ataque frontal rapidamente atingiu o centro da linha confederada. A maior parte do exército de Bragg quebrou e fugiu, sem parar por trinta milhas! Apenas a divisão de Cleburne na direita confederada, que estava em constante ação contra Sherman, recuou em boa ordem, evitando que a retirada se transformasse em uma derrota completa. Em 27 de novembro, essa divisão interrompeu a perseguição da União em Ringgold, Geórgia e Grant cancelou a perseguição.

Agora que Chattanooga estava seguro, a mente de Grant se voltou para Burnside, sitiado em Knoxville. Assim, em 29 de novembro, Sherman recebeu ordem de marchar em socorro de Knoxville. Embora suas tropas tivessem marchado e lutado arduamente nas últimas semanas, Grant sabia que, de seus comandantes, Sherman provavelmente chegaria a Knoxville a tempo. No mesmo dia, Longstreet fez sua principal tentativa de capturar a cidade (batalha de Knoxville, 29 de novembro), mas foi repelido pelas defesas recém-construídas. Sherman garantiu que Longstreet soubesse que sua força estava se aproximando e, em 4 de dezembro, Longstreet retirou-se para o leste, em direção à Virgínia.

O alívio de Chattanooga foi de profunda importância. No sul, destruiu um último ressurgimento do otimismo. Depois de um verão que viu a perda de Vicksburg e Chattanooga e a derrota em Gettysburg, o clima na Confederação era compreensivelmente sombrio. Chickamauga havia restaurado alguma esperança, mas agora a chance de destruir um grande exército da União e recapturar a cidade havia sumido. Uma das últimas ligações ferroviárias leste-oeste da Confederação foi cortada. East Tennessee tinha finalmente sido devolvido à União. Finalmente, a União estava agora em posição de lançar um ataque contra Atlanta e, além disso, no coração da Confederação. 1864 foi para ver Sherman lançar aquele ataque, que eventualmente o levaria até a costa do Atlântico.


154º aniversário das batalhas de Chattanooga

Um oficial da Confederação com história viva espia com seus binóculos as posições da artilharia da União na Curva do Mocassim.

Sábado, 18 de novembro

Cravens House - Open House
Horário: 9h - 17h
Localização: Cravens House na Lookout Mountain

Os visitantes são convidados a visitar a casa de Robert Cravens ao lado da Montanha Lookout e ouvir histórias relacionadas à família e à "Batalha acima das nuvens".

“A Vicious Little Battery:” The Union Artillery on Moccasin Bend
Horário: 10h
Localização: Perto de 201 Moccasin Bend Road, Chattanooga - placas de “Evento Especial” serão colocadas

Canhões da União, disparados de fortificações nas colinas mais ao sul de Stringer’s Ridge, ajudaram a manter os confederados afastados durante o cerco de Chattanooga e, em seguida, ajudaram a espiar os confederados de Lookout Valley e Lookout Mountain durante as batalhas por Chattanooga. O historiador Jim Ogden conduzirá um passeio a pé de 2 horas e 2 milhas entre os aterros sobreviventes e relatará como a “pequena bateria viciosa” essencialmente dominou a imponente montanha Lookout Mountain ao sul.

Passeios a pé no Point Park
Horários: 10h, 12h (meio-dia), 14h e 16h
Localização: Encontra-se dentro do portão de entrada em Point Park

Conheça um guarda florestal para um passeio a pé de 30 minutos discutindo a Campanha por Chattanooga da perspectiva das tropas da União e Confederadas enquanto lutavam pelo controle do "Portal para o Sul Profundo".

The Fight For Lookout Mountain - Living History
Horários: 10h30, 11h30, 13h30, 14h30 e 15h30
Localização: Point Park na Lookout Mountain

Historiadores vivos retratando a infantaria confederada discutirão a vida durante o Cerco de Chattanooga e a Batalha da Montanha Lookout. Esses programas incluirão demonstrações de tiro.

Orchard Knob: Posto Avançado, Observação e a Abertura de uma Batalha
Horário: 14h
Localização: Orchard Knob Reservation - esquina da Ivy Street com a Orchard Knob Avenue em Chattanooga

Erguendo-se do chão do vale de Chattanooga, a colina aflorante conhecida como Orchard Knob era um posto avançado fortificado nas linhas confederadas que sitiavam Chattanooga. As Batalhas por Chattanooga começaram quando a União atacou a posição em 23 de novembro de 1863. Nesta caminhada e conversa de 90 minutos, o historiador Jim Ogden discutirá o papel de Orchard Knob nas batalhas.

Domingo, 19 de novembro

Cravens House - Open House
Horário: 9h - 17h
Localização: Cravens House na Lookout Mountain

Os visitantes são convidados a visitar a casa de Robert Cravens ao lado da Montanha Lookout e ouvir histórias relacionadas à família e à "Batalha acima das nuvens".

Caminhada na Batalha de Lookout Mountain
Horário: 10h
Localização: Cravens House na Lookout Mountain

Poucos imaginaram que jamais teria havido uma "Batalha Acima das Nuvens". Em 24 de novembro de 1863, essa batalha se desenrolou. Junte-se ao historiador Jim Ogden em uma caminhada de 2 horas e 2,4 quilômetros explorando parte do campo de batalha e aprenda sobre uma batalha imprevista.

Passeios a pé no Point Park
Horários: 10h, 12h (meio-dia), 14h e 16h
Localização: Encontra-se dentro do portão de entrada em Point Park

Conheça um guarda florestal para um passeio a pé de 30 minutos discutindo a Campanha por Chattanooga da perspectiva das tropas da União e Confederadas enquanto lutavam pelo controle do "Portal para o Sul Profundo".

A Batalha de Missionary Ridge em Tunnel Hill
Horário: 14h
Localização: Reserva Sherman - Perto de 2800 Lightfoot Mill Road, Chattanooga

It was supposed to be Ulysses S. Grant’s main effort. His most trusted subordinate, William T. Sherman, was to attack the Confederate right and roll it up to the south, but it did not happen. In this 2-hour, 1.5-mile round trip walk, Historian Jim Ogden will relate the story of this portion of the final of the battles for Chattanooga.

Chattanooga sits in the shadow of Lookout Mountain.

Thursday, November 23

Walking Tours of Point Park
Times: 10 am, 12 pm (noon), 2 pm, & 4 pm
Location: Meets inside the entrance gate at Point Park

Meet a park ranger for a 30-minute walking tour discussing the Campaign for Chattanooga from the perspective of Union and Confederate troops as they struggled for control of the “Gateway to the Deep South.”

Orchard Knob
Time: 2 pm
Location: Orchard Knob Reservation - the corner of Ivy Street and Orchard Knob Avenue in Chattanooga

Visit Orchard Knob Reservation for a 1-hour walking tour of this lesser known engagement on its 154th anniversary. On November 23, 1863, slightly more than 600 Confederates were engulfed by thousands of blue-clad United States soldiers as they swarmed around and over Orchard Knob in the first of three heated battles to decide the fate of Chattanooga.

Friday, November 24


Cravens House - Open House
Time: 9 am - 5 pm
Location: Cravens House on Lookout Mountain

Visitors are invited to come see the Robert Cravens’ home on the side of Lookout Mountain and hear stories related to the family and the “Battle Above the Clouds.”

Brown’s Ferry and Grant’s Plan
Time: 10 am
Location: Brown’s Ferry Federal Road Trialhead- Near 707 Moccasin Bend Road, Chattanooga - “Special Event” signs will be posted

The Tennessee River pontoon bridge at Brown’s Ferry was a critical link in any chain for final Union success at Chattanooga. The relative strength of that link significantly affected Union General Grant’s November 1863, offensive to fully secure the “Gateway to the Deep South.” Join Historian Jim Ogden for a 1-mile, 90-minute round trip walk down to the river at Brown’s Ferry and learn how events at this vital crossing shaped what became the Battles for Chattanooga days later.

Walking Tours of Point Park
Times: 10 am, 12 pm (noon), 2 pm, & 4 pm
Location: Meets inside the entrance gate at Point Park

Meet a park ranger for a 30-minute walking tour discussing the Campaign for Chattanooga from the perspective of Union and Confederate troops as they struggled for control of the “Gateway to the Deep South.”

A Battle of Lookout Mountain Walk
Time: 2 pm
Location: Cravens House on Lookout Mountain

Few envisioned that there would ever have been a “Battle Above the Clouds.” On November 24, 1863, such a battle did unfold. Join Historian Jim Ogden for a 2-hour, 1.5-mile walk exploring part of the battlefield and learn about an unanticipated battle.

This drawing by Adolph Metzner of the 32nd Indiana shows soldiers and seized guns captured during the attack on Missionary Ridge - November 25, 1863.

Saturday, November 25

“Hold Yourself in Readiness:” The Army of the Cumberland Before Orchard Knob
Time: 10 am
Location: Orchard Knob Reservation - the corner of Ivy Street and Orchard Knob Avenue in Chattanooga

The movement that gained Orchard Knob for the Union was supposed to be a demonstration. However, its valuable proximity to the main Confederate line along Missionary Ridge was recognized and it was held. The Union troops who seized it and their comrades who joined them in front of it, were alerted to ready themselves for a potential attack on Missionary Ridge. In this 90-minute walk and talk, Historian Jim Ogden will discuss the Union Army between Orchard Knob and Missionary Ridge, figuratively and literally, between November 23 and their attack on Missionary Ridge.

What Makes a Fortification
Time: 10 am
Location: Sherman Reservation - Near 2800 Lightfoot Mill Road, Chattanooga

Confederates created a means of crude field fortifications by using rocks, logs, and other materials to defend their position. These fortifications, although different from other earthen fortifications, provided the necessary protection for the Confederate soldiers defending Missionary Ridge until supporting troops from Union Gen. George Thomas were brought into the fight. Come learn about an often overlooked aspect of the battlefield – the field fortifications used to defend Missionary Ridge. This 1-hour program will delve into the role of field fortifications used by Confederate soldiers positioned along Missionary Ridge.

Walking Tours of Point Park
Times: 10 am, 12 pm (noon), 2 pm, & 4 pm
Location: Meets inside the entrance gate at Point Park

Meet a park ranger for a 30-minute walking tour discussing the Campaign for Chattanooga from the perspective of Union and Confederate troops as they struggled for control of the “Gateway to the Deep South.”

The Last Full Measure
Time: 2 pm
Location: Chattanooga National Cemetery at the Andrews’ Raiders Monument

While President Abraham Lincoln made “a few appropriate remarks” at the dedication of the Soldiers’ National Cemetery in Gettysburg, Pennsylvania, Union General Ulysses S. Grant was actively making plans to break the Siege of Chattanooga once and for all. A few days later, Grant’s forces gave their “last full measure of devotion” on ground that later became a final resting place for many of those soldiers. This 1-hour program will discuss some of the stories associated with these brave soldiers.

Cumming’s Georgians & the Battle of Missionary Ridge at Tunnel Hill
Time: 2 pm
Location: Sherman Reservation - Near 2800 Lightfoot Mill Road, Chattanooga

Having endured the debilitating Siege of Vicksburg and some of the humilitation associated with surrender there, Georgians of Alfred Cumming’s Brigade were back in the ranks and ironically facing some of the same enemy as five months before. Might the fall have a different outcome than the spring and summer? Historian Jim Ogden will examine the role of Cumming’s Brigade in the Tunnel Hill portion of the Battle of Missionary Ridge on November 25, 1863, in this 2-hour, 1.5-mile walking tour.


It may shock some that Chattanooga is the third most dangerous city in the state, especially since it is tucked away in the hilly region of southern Tennessee. The city had 1,891 violent crimes in 2018. Knoxville comes it just behind the city of Chattanooga, with 1,508 violent crimes on the docket for the year of 2018.

Along with natural attractions and a notable role in history of the rail industry, Chattanooga is known for being a Civil War battleground. Along with natural attractions and a notable role in history of the rail industry, Chattanooga is known for being a Civil War battleground.


The Chickamauga Campaign

From mid-August to mid-September 1863, Union major general William S. Rosecrans’s Army of the Cumberland maneuvered from Tennessee to north Georgia in a bid to rout Confederate general Braxton Bragg’s Army of Tennessee and blaze the way for further Union advances. Meanwhile, Confederate reinforcements bolstered the numbers of the Army of Tennessee, and by the time the two armies met at the Battle of Chickamauga, in northern Georgia, the Confederates had gained numerical superiority.

Although the Confederacy won its only major victory west of the Appalachians, it failed to achieve the truly decisive results many high-ranking Confederates expected. No The Chickamauga Campaign,Steven E. Woodworth assembles eight thought-provoking new essays from an impressive group of authors to offer new insight into the complex reasons for this substantial, yet ultimately barren, Confederate victory.

This broad collection covers every angle of the campaign, from its prelude to its denouement, from the points of view of key players of all ranks on both sides. In addition to analyzing the actions taken by Union leaders Thomas L. Crittenden, Alexander McCook, and James S. Negley, and Confederate commanders Braxton Bragg, Patrick Cleburne, Daniel Harvey Hill, Thomas C. Hindman, James Longstreet, and Alexander P. Stewart, the book probes the campaign’s impact on morale in the North and South, and concludes with an essay on the campaign’s place in Civil War memory. The final essay pays particular attention to Union veteran Henry Van Ness Boynton, the founder and developer of Chickamauga and Chattanooga State Military Park, whose achievements helped shape how the campaign would be remembered.

This second volume in the Civil War Campaigns in the Heartland seriesprovides a profound understanding of the campaign’s details as well as its significance to Civil War history.


Mapa Map No. 6: The Chattanooga Campaign of August and September 1863 Copy 2

Os mapas nos materiais das Coleções de mapas foram publicados antes de 1922, produzidos pelo governo dos Estados Unidos, ou ambos (consulte os registros do catálogo que acompanham cada mapa para obter informações sobre data de publicação e fonte). A Biblioteca do Congresso está fornecendo acesso a esses materiais para fins educacionais e de pesquisa e não tem conhecimento de qualquer proteção de direitos autorais dos EUA (consulte o Título 17 do Código dos Estados Unidos) ou quaisquer outras restrições nos materiais da Coleção de Mapas.

Observe que a permissão por escrito dos proprietários dos direitos autorais e / ou outros detentores dos direitos (como publicidade e / ou direitos de privacidade) é necessária para distribuição, reprodução ou outro uso de itens protegidos além do permitido pelo uso justo ou outras isenções legais. A responsabilidade por fazer uma avaliação legal independente de um item e garantir todas as permissões necessárias, em última análise, recai sobre as pessoas que desejam usar o item.

Linha de crédito: Biblioteca do Congresso, Divisão de Geografia e Mapas.


Chattanooga and Chickamauga Campaign, August-November 1863 - History


Painting by Kurz and Allison, top right, reflects the Battle of Chattanooga with General Thomas attacking Orchard Knob on November 24. Courtesy Library of Congress.

Associate Pages

Visitor Statistics Chickamauga and Chattanooga

Chickamauga and Chattanooga National Military Park
977,158 visitors
#82 Most Visited National Park Unit

Fonte: Atendimento de visitantes do NPS 2019, classificação entre 378 unidades do Parque Nacional.

Park Size

8,973 acres (Federal) 9,036 acres (Total)

Chickamauga Section - 5,500 acres
Lookout Mountain Sections - 3,000 acres

Park Fees

Chickamauga Section - Free

Point Park at Lookout Mountain Battlefield - $7.00 Adult (7 day pass)
Free - 15 and under
Craven House (Summer) - Free

Fees subject to change without notice.

Chattanooga Weather

Summer - Hot and humid with daily highs in the upper 80s and low 90s most days.

Winter - Mild with highs in the 40s and 50s.

Painting above: Image shows Union officers on horseback during the Battle of Chattanooga. Right: The Battle of Chickamauga painting by Kurz and Allison, 1890. Photos courtesy Library of Congress.

Chickamauga and Chattanooga

When the Civil War raged throughout the Union and Confederate lands from 1861 to 1865, if ranged to Tennessee, from the fields of Shiloh to the town of 5,545 citizens at the time of the Great Rebellion along the bend of the Tennessee River, Chattanooga, and into the state just south, at Chickamauga. Now interpreted at the national battlefield park that bears both names, the battles of Chickamauga and Chattanooga, it almost seems fitting to twin these two names, the second of which stems from the first battle of Chattanooga when the branch of the Cherokee Indians, known as the Chickamaugua were moved west in the Trail of Tears from the area only two decades before.

Sponsor this page for $100 per year. Seu banner ou anúncio de texto pode preencher o espaço acima.
Clique aqui para patrocinar a página e como reservar seu anúncio.

Chickamauga and Chattanooga Then

The Tennessee Campaign of the Civil War was raging in the fall of 1863. The battle of Gettysburg had been won on northern soil, turning the high point of the Conferacy into Union territory and pushing back any hope of British or French recognition of the CSA sovereingty, a faint hope even then since Emancipation had been codified by Lincoln over the past year. The dual victories by the Union in Pennsylvania and Vicksburg had quelled a good portion of the calls from the northern citizenry to end the war with a two nation solution, which would have soared if those victories had not been won. However, as the Virginia theater slowed its war machine during the late summer and early fall of 1863, the Tennessee Campaign took precedent and the calls of war transferred, at least for the moment, to more southern cities and the War in the South and West. (Chickamauga and Chattanooga are most often referred to as campaigns in the War in the West, despite, of course, their southern location).

By fall 1863, General Rosecrans had advanced his 55,000 man army of Union soldiers on Chattanooga, only to see the Confederate forces, 70,000 strong, under Bragg evacuate the city and move south toward Chickamauga. When the Battle of Chicakamauga ensued on the 19th and 20th of September, it was a sound defeat for Union forces. The battlefield was thickly wooded, creating much confusion, and the gaping hole in the Union right flank line was taken advantage of by four divisions under Longstreet. Union forces, a total disaster only averted by the left flank stand under Union General Thomas. Federal forces were forced to retreat back to the city.

It took the better part of the next month for Bragg to follow. Confederate forces at Chickamauga had lost 17,000 men, but eventually he marshalled his troops and artillery on Lookout Mountain south of Chatttanooga, effectively causing a siege for Northern soldiers who occupied the town. But General Grant, now commander of the new Military Division of the Mississippi, consisting of the Armies of the West (Cumberland, Ohio, and Tennesse), reinforced the city with his own Army of the Tennessee at the end of October, and along with the soldiers of Rosecrans, now commanded by George H. Thomas, the Battle of Chattanooga became a sound Union victory. They took the strong Confederate position on Lookout Mountain and Missionary Ridge during the three day battle, November 23-25, 1863.

Chickamauga and Chattanooga Battle Timeline

June 1863 - The campaign for Chattanooga begins with Union forces under Rosecrans from Murfreesboro against Bragg, who was defending the road into the city. Bragg retreated into Chattanooga.

September 1863 - Bragg defended the Tennessee River north of the city, but early in the month, Union movement below the city forced the Confederate Army to withdraw to LaFayette, Georgia.

September 18 - Bragg posted his forces on the west bank of Chickamauga Creek.

September 19 - The Battle of Chickamauga began at Jay's Mill. They fought along a four mile front.

September 20 - Longstreet moves through a gap in Rosecrans line, forcing Union forces, except for those of General Thomas on Snodgrass Hill.

October - The Union retreated to Chattanooga and waited for reinforcements from Hooker and Sherman. General Thomas replaces Rosecrans with General Grant assuming full control.

October 28 - Federal troops break the supply siege, opeing the Cracker Line.

November 23 - General Thomas attacks Orchard Knob and routs Confederate forces there.

November 24 - In a heavy fogg, General Sherman takes the slopes of Lookout Mountain around the Craven House.

November 25 - On Missionary Ridge, Bragg's forces are attacked on the left by Hooker and right by Sherman. When Sherman's attack on the right flank failed, Grant ordered General Thomas to assault the base of the ridge. This success, which Thomas followed up, without orders, into an attack up the heights, caused the Confederate lines to collapse and retreat.

Famous Folks at Chickamauga and Chattanooga - Two names more famous for other accomplishments were soldiers in these battles the father of Douglas MacArthur, Arthur MacArthur, Jr. won the Congressional Medal of Honor for his part in the Missionary Ridge battle at Chattanooga. Ely Lilly, founder of the pharmaceutical firm, was a cannoneer in the Union army during the battle of Chickamauga.

Photo above: Early visitor to the Chickamauga Battlefield, circa 1895-1898. Courtesy National Park Service. Photo below: Snodgrass Cabin on the Chickamauga Battlefield. Courtesy National Park Service.


Chickamauga and Chattanooga Now

The Battlefields - Both parts of the battlefield are accessible for visitors with the Lookout Mountain section (below left, cannon position in the park with the city below) in Chattanooga in Point Park. The national park was created in 1890. While many think the Battle for Lookout Mountain was fought on its top, it was actually fought on its side.


Explore the Chickamauga and Chattanooga National Military Parks.

Between 1890 and 1899 the Congress of the United States authorized the establishment of several National Military Parks: Chickamauga and Chattanooga, Shiloh, Gettysburg, and Vicksburg. The first of these, and the one upon which the establishment and development of most other national military parks was based, was Chickamauga and Chattanooga.

The park owes its existence largely to the efforts of General H. V. Boynton and General Ferdinand Van Derveer, both veterans of the Army of the Cumberland, who, during a visit to the area in 1888, saw the need for a national park to preserve and commemorate these battlefields. Early in 1890 Ohio Congressman Charles H. Grosvenor introduced into the 51st Congress a bill to establish the Chickamauga and Chattanooga National Military Park. Following speedy Congressional passage, President Benjamin Harrison signed the bill on August 19, 1890.

From strategically placed observation towers placed on the Chickamauga Battlefield, Missionary Ridge, and Lookout Mountain, observers and students could comprehend the grand campaign that extended over a 150 mile front and follow many tactical details of the actual battle. No battlefield park of this quality and magnitude could be found in any other location in the world.

Chickamauga and Chattanooga National Military Park, the nation&rsquos first, was created in 1890 to preserve and commemorate these battlefields.

Chickamauga Battlefield
The 5,200 acre Chickamauga Battlefield, scene of the last major Confederate victory of the Civil War, contains numerous monuments, historical tablets, wayside exhibits, and trails. Major points of interest can be reached by following the seven-mile auto tour. The Visitor Center includes exhibits, a bookstore, and the Claud E. and Zenada O. Fuller Collection of American Military Shoulder Arms.

Fees - Chickamauga Battlefield and Craven's House on historic Lookout Mountain admission and parking are free. Point Park at Lookout Mountain Battlefield is $5 for admission. Parking is free.

Chickamauga and Chattanooga Battlefield - Phone: 706-866-9241 - Address: 3370 Lafayette Rd, Fort Oglethorpe, GA 30742

Directions to Chickamauga amd Chattanooga Battlefield
From Interstate 75: At Exit 350 take Battlefield Parkway (Georgia 2) west to Fort Oglethorpe. Turn left at the intersection of Battlefield Parkway and Lafayette Road. Go one mile on Lafayette Road to the park entrance and visitor center.

From Interstate 24: At Exit 180 take U.S. Highway 27 south (Rossville Boulevard) to Fort Oglethorpe. At the intersection of Battlefield Parkway, continue straight through the intersection onto Lafayette Road to the park entrance one mile ahead.

Point Park - Phone: 423-821-7786 - Location : Point Park Rd, Lookout Mountain, TN 37350

Ambrose Bierce, noted American writer of the late 19th Century, and author of 'An Occurrence at Owl Creek Bridge', 'Chickamauga', and other Civil War stories, served as topographical engineer (map maker) on General William B. Hazen's staff during the Chattanooga Campaign.


Movements Against the Union

As his army passed through LaFayette, Georgia, Bragg learned of the widely scattered condition of the Union army and planned an offensive movement against portions of the Union force. During the second week of September, he had several chances to destroy isolated portions of the Union army, but command dissension resulted in several bungled attempts to punish the enemy. At the same time, Rosecrans began ordering a concentration of his troops, realizing that the three isolated corps of his army were in danger.


Conteúdo

  • Fundo
  • Military situation
  • Reopening the Tennessee River
  • Preparations for battle
  • Opposing forces
  • União
  • Confederate
  • The Battles for Chattanooga
  • Orchard Knob
  • Lookout Mountain
  • Missionary Ridge
  • Rossville Gap
  • Retreat and pursuit
  • Ringgold Gap
  • Rescaldo
  • Battlefield preservation
  • Veja também
  • Notas
  • Referências
  • Memoirs and primary sources
  • Leitura adicional
  • External links

After opening a supply line (the "Cracker Line") to feed his starving men and animals, Grant's army fought off a Confederate counterattack at the Battle of Wauhatchie on October 28 – 29, 1863. On November 23, the Army of the Cumberland advanced from the fortifications around Chattanooga to seize the minor high ground at Orchard Knob while elements of the Union Army of the Tennessee under Maj. Gen. William Tecumseh Sherman maneuvered to launch a surprise attack against Bragg's right flank on Missionary Ridge. On November 24, Sherman's men crossed the Tennessee River in the morning and then advanced to occupy high ground at the northern end of Missionary Ridge in the afternoon. The same day, Eastern Theater troops under Maj. Gen. Joseph Hooker defeated the Confederates in the Battle of Lookout Mountain. The next day they began a movement toward Bragg's left flank at Rossville.

o Battle of Wauhatchie was fought October 28󈞉, 1863, in Hamilton and Marion Counties, Tennessee, and Dade County, Georgia, in the American Civil War. A Union force had seized Brown's Ferry on the Tennessee River, opening a supply line to the Union army in Chattanooga. Confederate forces attempted to dislodge the Union force defending the ferry and again close this supply line but were defeated. Wauhatchie was one of the few night battles of the Civil War.

o Army of the Tennessee was a Union army in the Western Theater of the American Civil War, named for the Tennessee River. It should not be confused with the similarly named Army of Tennessee, a Confederate army named after the State of Tennessee.

William Tecumseh Sherman was an American soldier, businessman, educator, and author. He served as a general in the Union Army during the American Civil War (1861󈞭), for which he received recognition for his outstanding command of military strategy as well as criticism for the harshness of the scorched earth policies he implemented in conducting total war against the Confederate States.

On November 25, Sherman's attack on Bragg's right flank made little progress. Hoping to distract Bragg's attention, Grant ordered Thomas's army to advance in the center of his line to the base of Missionary Ridge. A combination of misunderstood orders and the pressure of the tactical situation caused Thomas's men to surge to the top of Missionary Ridge, routing the Army of Tennessee, which retreated to Dalton, Georgia, fighting off the Union pursuit successfully at the Battle of Ringgold Gap. Bragg's defeat eliminated the last significant Confederate control of Tennessee and opened the door to an invasion of the Deep South, leading to Sherman's Atlanta Campaign of 1864.

Dalton is a city in Whitfield County, Georgia, United States. It is the county seat of Whitfield County and the principal city of the Dalton, Georgia Metropolitan Statistical Area, which encompasses all of Murray and Whitfield counties.

o Battle of Ringgold Gap was fought November 27, 1863, in northwest Georgia during the Chattanooga Campaign of the American Civil War. The Confederate victory by Maj. Gen. Patrick Cleburne gave the artillery and wagon trains of the Army of Tennessee safe passage to retreat through the "Ringgold Gap" mountain pass and caused high Federal casualties.

Tennessee is a state located in the southeastern region of the United States. Tennessee is the 36th largest and the 16th most populous of the 50 United States. Tennessee is bordered by Kentucky to the north, Virginia to the northeast, North Carolina to the east, Georgia, Alabama, and Mississippi to the south, Arkansas to the west, and Missouri to the northwest. The Appalachian Mountains dominate the eastern part of the state, and the Mississippi River forms the state's western border. Nashville is the state's capital and largest city, with a 2017 population of 667,560. Tennessee's second largest city is Memphis, which had a population of 652,236 in 2017.


Tour the Chattanooga Battlefield in One Day

Mike Talplacido

If you have one day for your trip, spend it exploring the Chickamauga and Chattanooga National Military Park and the nearby historic sites to learn more about the crucial role the battles played in the Chickamauga and Chattanooga Campaigns of late 1863. If you make it to all of the sites on this one day tour of the Chickamauga Battlefield, you can visit the National Military Park, the Chattanooga National Cemetery, and the Chattanooga History Center.

  • Print or download the Tour Map
  • Watch the Civil War Animated Map
  • Learn about The Battle of Chattanooga
  • Learn about the Chattanooga-Ringgold Campaign
  • Read 10 Facts: Battles for Chattanooga

Stop #1: Chickamauga and Chattanooga National Military Park

After taking charge of the Union’s western armies in October of 1863, General Ulysses S. Grant focused on lifting the Confederate siege of Chattanooga, Tennessee. After three days of Union victories on Orchard Knob, Lookout Mountain, and Tunnel Hill, the Confederate army withdrew and opened up the Deep South to a Union invasion.

  • Find out what Ranger Programs are scheduled for that day.
  • Tour the Visitor Center exhibit.

Tour the Battlefield. Você tem várias opções:

  • Take a self-guided hiking tour of the battlefield, stopping to observe the monuments, markers, and scenic vistas.
    – 14,000 Union troops attacked and captured the 643 Confederates positioned on this hill on the first day of the battle of Chattanooga. – Union soldiers advanced on this position on the second day of the battle, forcing the Confederates to retreat to Missionary Ridge. – Federal troops successfully overran the Confederate defenses and forced a Rebel retreat, ending the siege of Chattanooga.

Stop #2: Chattanooga National Cemetery

Chattanooga National Cemetery was established during the Civil War in December 1863 by an order from Gen. George Thomas to provide a proper burial for Union soldiers killed in the battles around Chattanooga.

Stop #3: Chattanooga History Center

The Chattanooga Regional History Museum has an extensive Civil War collection containing more than five hundred pieces.


Assista o vídeo: Lookout Mountain at Chattanooga: Battlefield Live