Por que as pessoas em Melbourne Victoria Australia têm feriado para uma corrida de cavalos

Por que as pessoas em Melbourne Victoria Australia têm feriado para uma corrida de cavalos


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Todos os anos, na primeira terça-feira de novembro, há um feriado para a Melbourne Cup. O artigo na wikipedia explica quando se tornou um feriado, mas não por quê.

Já em 1865, o dia da Copa era meio feriado em Melbourne para funcionários públicos e funcionários do banco. Vários negócios também fecharam na hora do almoço. Demorou alguns anos até que o propósito do feriado declarado fosse reconhecido no Victoria Government Gazette. O Diário de 31 de outubro de 1873 [63] anunciou que a quinta-feira seguinte (Dia da Copa) seria um feriado bancário e de serviço civil (público). [64]


De acordo com o site do Public Record Office of Victoria, o secretário do Victorian Racing Club, R.C. Bagot pediu isso ao Departamento do Secretário-Chefe:

Naquela época, existiam disposições que permitiam a proclamação de feriados bancários especiais ao abrigo da Lei dos feriados bancários desse ano e de feriados especiais da função pública ao abrigo da Lei da Função Pública. Embora estes feriados tenham sido proclamados pelo Governador em Conselho e depois publicados no Diário do Governo, a tarefa de preparar a documentação e fazer recomendações ao Governador era da responsabilidade do Departamento do Secretário-Geral.

Em 30 de outubro de 1873, o Departamento preparou a documentação necessária para que o aniversário do Príncipe de Gales (9 de novembro) fosse declarado feriado especial ao abrigo da Lei da Função Pública. William Henry Odgers, o subsecretário do Departamento, anotou a margem com “Também o dia da“ Copa ”sugere o CS [secretário-chefe]”. Isso foi devidamente aprovado pelo secretário-chefe James Goodall Francis. A documentação para a proclamação do Dia da Copa (6 de novembro) também foi adicionada à proclamação do feriado bancário para o aniversário do Príncipe. Mas isso não agradou a todos. O arquivo que contém essas disposições (VPRS 3991 / P0, unidade 710, arquivo 73 / C15451) também contém uma carta de reclamação da Society for Promoting Morality. Argumentou que a proclamação do feriado público pode levar os jovens a “... contrair o hábito do“ jogo ”.” Não está claro se isso teve algum efeito, mas um Dia da Copa não foi proclamado no ano seguinte. A essa altura, o secretário-chefe Francis havia deixado seu cargo e isso pode parecer corroborar a anotação de nossos Odgers do ano anterior de que o feriado foi idéia dele.

A reunião da Copa de 1874 foi a última a ser realizada em uma quinta-feira. Em 1875, foi transferido para a segunda terça-feira do mês. Isso significava que a Copa seria disputada em 9 de novembro, aniversário do Príncipe de Gales. Como resultado, o serviço público e os feriados bancários foram publicados.

Então, o Victorian Racing Club (VRC) mudou o dia da reunião da Copa de 1875 para uma terça-feira, a fim de aproveitar um provável feriado? Ou estava solicitando um feriado, independentemente do dia? A este respeito, é importante notar que em 1876, o Secretário do VRC, R.C. Bagot escreveu ao secretário-chefe com a seguinte proposta: “Você vai fazer da terça-feira 7 um feriado em vez da quinta-feira 9. Sir James me informou que estava em suas mãos. " (VPRS 3992 / P0, Unidade 883, Item 76 / K13038, Arquivo 76 / K13126.) “Sir James” era provavelmente Sir James McCulloch, o primeiro-ministro na época.

William Odgers posteriormente anotou este item para registrar que o secretário-chefe havia “visto” o Sr. Bagot, mas não revelou nenhum detalhe adicional. Posteriormente a esta reunião, os dias 7 e 9 de novembro foram publicados no Diário da República como Função Pública e Feriados. A partir de então, o precedente parece ter sido estabelecido e um feriado especial para a Copa foi proclamado anualmente. A extensão da cobertura da lei foi ajustada por meio dessas proclamações anuais ao longo do tempo e a legislação que prevê especificamente um feriado na primeira terça-feira de novembro não foi promulgada até a Lei de Feriados Públicos de 1993.


Pense nisso e o grande feriado final é uma coisa boa

Finalmente, o grande feriado da véspera da final está recebendo o reconhecimento positivo que merece.

Desde que foi introduzido pela primeira vez pelo governo Andrews em 2015, foi criticado como uma perda de tempo e dinheiro.

Praia de St Kilda no grande feriado final em 2015. Crédito: Leigh Henningham

Mas está aqui para ficar - pelo menos no futuro próximo. O governo estadual já se comprometeu a fazê-lo caso seja devolvido ao poder nas próximas eleições, enquanto o líder da oposição, Matthew Guy, afirmou na semana passada que um governo de coalizão também o manteria.

É claro que nem todos estão felizes - afinal, de acordo com alguns economistas, isso custa à economia vitoriana mais de um bilhão de dólares.

O chefe vitoriano do Australian Industry Group, Tim Piper, disse à Rádio Macquarie esta semana que “você só pode ter um bom futebol se tiver uma boa economia ao mesmo tempo”.

No entanto, apenas porque a grande véspera da grande final da AFL é nosso mais novo feriado, está longe de ser insignificante ou menos significativo do que alguns dos outros.

O futebol australiano é o jogo indígena da Austrália. Faz parte de Melbourne desde cerca de 1850. Para centenas e milhares de vitorianos, é um passatempo semanal. Para alguns, é uma obsessão. Só em setembro, o MCG já recebeu mais de 90.000 fãs de futebol em quatro ocasiões diferentes. Sábado será o quinto.

No nível de base, o papel que o jogo desempenha dentro da comunidade não deve ser subestimado. Existem mais de 1800 clubes de futebol com regras australianas em Victoria, com quase 700.000 jogadores registrados - e isso antes de você contar os treinadores, voluntários e torcedores envolvidos em clubes rurais e suburbanos.

Alguns opositores não conseguem entender o fato de que o dia de folga real não é no dia em que a grande final é jogada. Eles se perguntam em voz alta: “o que faremos hoje?” É claro que esse problema já apareceu antes.

Muitos vitorianos estavam tão entediados e desdenhosos das tradições religiosas associadas à Sexta-Feira Santa que exigiram uma partida de futebol naquele dia. Eventualmente, depois de muita resistência, a AFL cedeu e no ano passado programou um jogo no feriado sagrado.

Além disso, não tenho certeza do que as pessoas fazem no feriado de aniversário da rainha. Afinal, quando celebramos o dia todo mês de junho, na verdade não é o aniversário dela. Seu verdadeiro aniversário é em abril. Veja bem, as pessoas parecem felizes com aquele feriado, provavelmente porque há um jogo de futebol naquela tarde.

E vamos encarar, nós amamos assistir futebol. De acordo com Roy Morgan Research, 68 por cento dos vitorianos assistiram à grande final da AFL no ano passado. É de se perguntar se 68 por cento de nós íamos à igreja na Páscoa e no Natal. Eu duvido - afinal, no último censo, apenas uma marca acima de 50 por cento dos australianos identificados como cristãos, enquanto 30 por cento disseram não se identificar com nenhuma religião.

Depois, há a Copa Melbourne. Embora seja apelidada de a corrida que pára a nação, na verdade atrai menos espectadores do que a grande final da AFL e o esporte de corrida impacta nosso modo de vida em Victoria muito menos do que o futebol australiano.

Victoria atualmente tem 13 feriados públicos - o mesmo valor do ACT, mas um a mais do que estados como NSW e Queensland. Para alguns vitorianos, isso simplesmente não funciona.

Temem pela economia e preocupam-se com as pequenas empresas, que têm de arcar com os custos do pagamento das tarifas dos feriados públicos. Algumas pequenas empresas nem mesmo abrem suas portas durante o dia.

No entanto, a economia, sem dúvida, se beneficia do próprio grande evento final. Em 2015, estimou-se que a grande final valeu US $ 125 milhões para a economia vitoriana.

Vale lembrar que se os feriados são destinados a marcar e reconhecer eventos significativos para nossa história e sociedade moderna, então um dia de folga para celebrar um jogo exclusivo de nosso país, em um estado considerado seu lar, não é fora do lugar ou sem sentido .

Na verdade, é um dos mais significativos.

Sam Duncan é um Era colunista e palestrante em mídia e marketing esportivo.


Neste dia: Por que estamos comemorando o aniversário da Rainha Elizabeth em junho?

/>

Na segunda-feira, os australianos em alguns estados e territórios terão um dia de folga para comemorar o aniversário da Rainha & # 8217s.

Mas 8 de junho não é o aniversário real da Rainha Elizabeth II.

Elizabeth Alexandra Mary Windsor nasceu em Londres em 21 de abril de 1926.

Então, o que estamos fazendo para comemorar o dia dela em 8 de junho?

A rainha nasceu princesa Elizabeth Alexandra Mary Windsor. Aqui ela é retratada aos dois anos. Foto: Getty

A tradição de celebrar o rei ou a rainha remonta a 1748, quando o aniversário do monarca foi oficialmente celebrado no Reino da Grã-Bretanha pelo rei Jorge II.

Desde então, a data do aniversário do rei ou da rainha & # 8217 foi determinada em todo o Império Britânico e, posteriormente, na Comunidade das Nações, seja por Proclamações Reais emitidas pelo monarca ou governador, ou por leis estatutárias aprovadas pelo parlamento local.

Um retrato do Rei George II em 1683. Foto: Getty

A data da celebração varia na Austrália.

Em todos os estados e territórios, exceto Queensland e Austrália Ocidental, o Aniversário da Rainha & # 8217s é comemorado na segunda segunda-feira de junho.

Este ano, em Queensland, será comemorado em 5 de outubro, e na Austrália Ocidental, em 28 de setembro.

A rainha, agora com 94 anos, foi fotografada na semana passada cavalgando no Castelo de Windsor. Foto: Getty

O Aniversário da Rainha & # 8217s também é comemorado no Reino Unido, Nova Zelândia e nos territórios britânicos de Gibraltar, perto da Espanha, Ilhas Malvinas, Santa Helena, Ilha da Ascensão, Tristão da Cunha e Ilha Norfolk.

No Canadá, o Victoria Day é um feriado federal em homenagem ao aniversário da Rainha Victoria & # 8217 e agora é comemorado como o aniversário oficial da atual Rainha do Canadá.

O aniversário do monarca foi celebrado pela primeira vez na Austrália em 1788.

Naquele ano, o rei George III era o monarca e o governador Arthur Phillip declarou feriado para marcar seu aniversário.

Originalmente, o aniversário do monarca & # 8217s era comemorado no aniversário da data real de nascimento do Rei ou Rainha.

Porém, após a morte do rei George V em 1936, a data permaneceu próxima de seu aniversário, em 3 de junho.


A comunidade britânica de Melbourne em resumo

A cidade de Banyule está localizada entre 7 e 21 km a nordeste de Melbourne. 21 subúrbios compõem Banyule, incluindo Bundoora, Heidelberg e Ivanhoe. Banyule é um ótimo lugar para quem deseja um estilo de vida ativo, com muitas ciclovias, trilhas para caminhada, espaços abertos e parques para os residentes.

A cidade de Bayside está localizada no sudeste do centro de Melbourne e inclui vários subúrbios perto de Port Phillip Bay, como Brighton, Beaumaris e Sandringham. Mais de 90.000 residentes residem em Bayside, com idade média de 42 anos. Bayside é repleta de atividades e pontos turísticos, como algumas das melhores praias de Melbourne, clubes esportivos e eventos comunitários regulares.

A cidade de Boroondara é uma das áreas mais antigas e culturalmente diversificadas de Melbourne, formada por subúrbios como Hawthorn, Camberwell e Kew. Quase 30 por cento dos residentes nasceram no exterior e podemos rastrear sua herança em mais de 150 países diferentes. Boroondara tem muitos restaurantes, mercados e áreas comerciais e é fácil de se locomover com uma rede confiável de bondes.

A cidade de Brimbank é o segundo maior município da região metropolitana de Melbourne, cobrindo 25 subúrbios novos e estabelecidos, incluindo Albion, Sunshine e Taylors Lakes. Brimbank é uma área culturalmente diversa com excelentes escolas, centros de lazer e parques. Brimbank também tem uma cena artística vibrante, com exposições regulares e espaços públicos de arte.

O Condado de Cardinia está localizado na extremidade sudeste de Melbourne, conectando a região metropolitana de Melbourne com as áreas rurais além. Cardinia é dividida em três distritos que compõem seus distritos e subúrbios, como Pakenham, Beaconsfield e Koo Wee Rup. Cardinia realiza festivais, cerimônias de premiação e eventos comunitários regulares ao longo do ano.

A cidade de Casey é um dos municípios de crescimento mais rápido na Austrália, com quase 300.000 residentes. Localizada no sudeste de Melbourne, 27 subúrbios compõem Casey, incluindo Berwick, Narre Warren e Lynbrook. Casey tem muitos centros comerciais modernos e está repleta de lugares para visitar, como a Fazenda Myuna, a Antiga Fábrica de Queijo e o Parque Botânico Wilson.

A cidade de Frankston está localizada a sudeste de Melbourne, ao lado de Port Phillip Bay e abrange 10 subúrbios, incluindo Carrum Downs, Seaford e Langwarrin. A fronteira oeste de Frankston é formada por cerca de 10 km de costa intocada. Além das praias, os residentes de Frankston aproveitam o Centro Aquático Regional da Península Interior, os mercados e as lojas, e a exposição anual de escultura em areia no Frankston Waterfront.

A cidade de Glen Eira cobre cerca de 38 km2 do interior leste de Melbourne e 15 subúrbios, incluindo Bentleigh, Caulfield e Glen Huntly.

Com uma população de quase 150.000 habitantes, o Produto Regional Bruto de Glen Eira é avaliado em A $ 5,3 bilhões (representando 1,5% do Produto Bruto do Estado de Victoria). Os residentes de Glen Eira desfrutam de um calendário repleto de eventos comunitários regulares, parques, jardins e galerias.

A cidade de Greater Dandenong está localizada no sudeste de Melbourne e é composta por 10 subúrbios, incluindo Springvale, Dandenong e Noble Park. Greater Dandenong é uma das áreas mais multiculturais de Melbourne, com residentes de mais de 150 locais de nascimento. Cerca de 60 por cento dos residentes nasceram no exterior e quase dois terços dos residentes falam outras línguas além do inglês em casa. A Grande Dandenong está repleta de restaurantes, shopping centers e atividades que sua família poderá desfrutar.

A cidade de Hobsons Bay está localizada a sudoeste de Melbourne, ao lado de Port Phillip Bay e cobrindo subúrbios como Altona, Laverton e Williamstown. O principal porto marítimo de Williamstown é uma grande atração com praias, lojas e restaurantes. A baía de Hobsons atende seus residentes com muitos playgrounds, quadras esportivas e projetos culturais.

A cidade de Hume está localizada na periferia norte da região metropolitana de Melbourne, a apenas 15 km do centro de Melbourne. Hume tem uma rica história de diversidade cultural e hoje inclui residentes de mais de 160 países que vivem em 27 subúrbios como Broadmeadows, Craigieburn e Tullamarine. O Aeroporto Internacional de Melbourne está localizado em Hume e é um dos maiores empregadores do município.

A cidade de Kingston está localizada a 20 km ao sul do centro de Melbourne e é o lar de algumas das mais belas praias de Victoria, campos de golfe de classe mundial e pântanos deslumbrantes. Mais de 15.000 empresas estão espalhadas pelos subúrbios de Kingston, incluindo Moorabbin, Mentone e Cheltenham. Os moradores locais adoram fazer compras no Southland Shopping Centre. Eles também se beneficiam da proximidade com a cidade e dos grandes parques e playgrounds disponíveis em toda a área.

Localizada no sopé da cordilheira Dandenong, a leste de Melbourne, a cidade de Knox cobre 114 km2 de área, incluindo subúrbios como Bayswater, Ferntree Gully e Rowville. 20 por cento dos residentes não falam inglês e há mais de 15.000 famílias com crianças menores de 15 anos. Os moradores locais gostam de usar os parques infantis modernos, aprender nas várias bibliotecas de Knox e fazer compras nos muitos centros comerciais da área.

A cidade de Manningham está localizada no nordeste de Melbourne e abrange 12 subúrbios, incluindo Doncaster, Templestowe e Nunawading. Com mais de 300 parques e reservas, os 120.000 residentes de Manningham gostam de se envolver em atividades ao ar livre. Manningham também tem lojas e restaurantes, galerias e muitas trilhas para bicicletas.

A cidade de Maribyrnong está localizada a oeste de Melbourne e é o menor e mais densamente povoado município da região metropolitana de Melbourne. Maribyrnong é composta por nove subúrbios, incluindo Footscray, Seddon e Braybrook, e tem uma população de mais de 80.000 residentes. Os habitantes de Maribyrnong desfrutam do Centro Aquático da cidade, dos festivais que acontecem regularmente e dos muitos clubes esportivos disponíveis.

A cidade de Maroondah está localizada a leste de Melbourne e é composta por 13 subúrbios, incluindo Ringwood, Croydon e Heathmont. Combinando os estilos de vida da cidade e do campo, os residentes de Maroondah aproveitam as oportunidades de compras, recreação e educação disponíveis em Maroondah. Esta área fica perto de Yarra Valley e Dandenong Ranges.

A cidade de Melbourne é o centro das atividades empresariais, administrativas, culturais e recreativas de Victoria. Em média, mais de 850.000 pessoas visitam o centro da cidade todos os dias e a cada ano Melbourne recebe mais de um milhão de visitantes internacionais. Quase 50 por cento dos residentes de Melbourne nasceram no exterior, tornando Melbourne uma das áreas mais multiculturais de Victoria. Os moradores locais adoram a atividade constante na cidade e o transporte fácil para alguns dos locais mais icônicos da Austrália, como o MCG, a Galeria Nacional de Victoria e várias universidades de Melbourne.

A cidade de Melton está localizada a oeste de Melbourne e é uma das áreas de crescimento mais rápido da Austrália, com 11 novos subúrbios agora propostos para serem adicionados à cidade. Mais de 130.000 pessoas vivem na cidade de Melton, em subúrbios como Caroline Springs, Diggers Rest e Rockbank. A população da cidade de Melton mais que dobrou desde 2003 e a taxa de crescimento anual é de 4 por cento - a maior taxa de crescimento em Victoria.

A cidade de Monash é uma comunidade culturalmente diversa no sudeste de Melbourne com 11 subúrbios, incluindo Glen Waverley, Oakleigh e Mulgrave. 45 por cento dos residentes da Monash nasceram no exterior e a cidade oferece cerca de 120.000 empregos - tornando-se o segundo maior destino de empregos depois do Distrito Central de Negócios de Melbourne. Os residentes da Monash desfrutam de uma variedade de restaurantes e shopping centers, centros comunitários e eventos comunitários regulares.

A cidade de Moonee Valley localizada próximo a Melbourne em seu lado noroeste e abrange subúrbios como Essendon, Strathmore e Ascot Vale. Com uma população de mais de 100.000 habitantes, 27% dos residentes nasceram no exterior. Moonee Valley é o lar de pessoas de várias religiões, incluindo islamismo, hinduísmo e cristianismo. Os moradores locais desfrutam dos centros de lazer, parques e festivais regulares da cidade.

A cidade de Moreland está localizada a noroeste de Melbourne, cobre 50 km2 e inclui 14 subúrbios, como Brunswick, Coburg e Pascoe Vale. Muitos residentes de Moreland falam italiano, árabe e mandarim em casa, com mais de um terço dos residentes nascidos no exterior. Com sua forte combinação de atividade industrial e comercial, a cidade de Moreland atrai pessoas por suas oportunidades de emprego e estilo de vida no centro da cidade.

A apenas uma hora de carro de Melbourne, a Península Shire of Mornington está localizada a sudeste do centro da cidade e inclui os subúrbios de Dromana, Hastings e Arthurs Seat. A Península Mornington é um destino turístico popular e um passeio para todos os habitantes locais em Melbourne. O Produto Regional Bruto da área é superior a US $ 6 bilhões e fornece 42.000 empregos para seus residentes. Os habitantes locais amam as praias de classe mundial, centros recreativos e vinícolas famosas.

O Condado de Nillumbik está localizado a menos de 25 km a nordeste de Melbourne e cobre uma área de 431 km2, incluindo os subúrbios de Diamond Creek, Plenty e Kangaroo Ground. Com mais de 300 hectares de reservas naturais e recreativas, os residentes desfrutam dos diversos espaços exteriores disponíveis. Os habitantes de Nillumbik também aproveitam os festivais anuais realizados no Condado.

A cidade de Port Phillip está localizada imediatamente ao sul de Melbourne e abraça a baía de Port Phillip. Cobrindo subúrbios como Port Melbourne, South Melbourne e St Kilda, os residentes desfrutam da agitada vida noturna e da cena gastronômica de Port Phillip. Bay Street, Clarendon Street, Fitzroy Street, Acland Street - estas estão entre as ruas mais elegantes de Melbourne, repletas de cafés e restaurantes de classe mundial.

A cidade de Stonnington está localizada a sudeste próximo a Melbourne e cobre alguns dos subúrbios mais prestigiosos de Melbourne, como Toorak, South Yarra e Prahran. Com uma população de mais de 100.000 habitantes, Stonnington tem uma população jovem com idade média de 35 anos e as cinco principais línguas que não falam inglês são grego, mandarim, cantonês, italiano e hindi. Stonnington é famosa por sua cena de moda na Chapel Street.

A cidade de Whitehorse está localizada a apenas 15 km a leste de Melbourne, cobrindo subúrbios como Blackburn, Box Hill e Burwood. Cerca de 17 por cento dos residentes têm 65 anos ou mais, mais do que a média de Melbourne, e as famílias com crianças representam 43 por cento da população. Whitehorse é famosa por suas ruas arborizadas e arborizadas. Whitehorse tem uma grande população chinesa, com 7,3% dos residentes nascidos na China.

A cidade de Whittlesea está localizada ao norte de Melbourne e é um dos maiores municípios de Melbourne, abrangendo subúrbios como Epping, Thomastown e South Morang. 70 por cento de Whittlesea é rural. A cidade é um dos municípios de crescimento mais rápido na Austrália, recebendo cerca de 8.000 novos residentes todos os anos. South Morang alcançou o status de subúrbio de crescimento mais rápido da Austrália nos últimos 10 anos. Mais de 40 por cento dos residentes falam uma língua diferente do inglês em casa.

A cidade de Wyndham está localizada na extremidade oeste de Melbourne e possui 27 km de um belo litoral. Alguns dos subúrbios de Wyndham incluem Point Cook, Hoppers Crossing e Little River. Wyndham está experimentando um crescimento populacional de 5,1 por cento ao ano e o crescimento deve permanecer forte nos próximos 25 anos. Wyndham tem uma variedade de atrações e atividades icônicas para fazer, como o Werribee Park Mansion, o Victorian State Rose Garden e o Werribee Open Range Zoo.

A cidade de Yarra está localizada próxima à cidade de Melbourne em seu lado nordeste e inclui os subúrbios de Collingwood, Richmond e Fitzroy. Yarra abriga uma comunidade diversificada de mais de 80.000 pessoas e um Produto Regional Bruto de A $ 9,5 bilhões. Há muitas coisas para ver e fazer em Yarra e os residentes adoram as escolas de boa qualidade, o estilo de vida no centro da cidade e a agitada vida noturna.

O Shire of Yarra Ranges está localizado a leste de Melbourne e é uma mistura diversificada de comunidades urbanas e rurais. Alguns dos subúrbios de Yarra Ranges incluem Belgrave, Chirnside Park e Coldstream. A cordilheira Yarra cobre cerca de 2.500 km2 e se estende desde os subúrbios densamente povoados até as áreas florestadas da cordilheira Great Dividing. Cerca de 70 por cento da população vive em áreas rurais, e o Condado inclui mais de 10.000 empresas e emprega mais de 35.000 pessoas. Todos os anos, mais de 2 milhões de turistas visitam o Yarra Ranges Shire.

Existem muitas associações e organizações comunitárias locais para migrantes britânicos em Melbourne. O Victorian Multicultural Commission Community Directory pode direcioná-lo às associações e eventos britânicos locais em Victoria.

Basta escrever 'Britânico' no campo de pesquisa 'Comunidade' para encontrar informações úteis.


& quotEu trabalho com hospitalidade, e o Melbourne Cup Day é um dos dias mais arrasadores para se trabalhar. Você perde toda a fé na humanidade. & Quot - Mary D

& quotTrabalhei por alguns anos como atendente de bar na & # x27birdcage & # x27 [que] representa todas as partes mais nocivas da cultura australiana colonial, consumista, corporativa, misógina e mesquinha. Se um estrangeiro viesse a Melbourne e quisesse entender onde precisamos de ajuda como cultura, eu o levaria para a Copa Melbourne. Consumo excessivo. Padrões de beleza sexistas e fronteiras de gênero rigidamente policiadas. Divisão de classes e cultura corporativa. Beber em excesso. Abuso e exploração de animais. Assédio sexual. Anti-intelectualismo e busca de atenção. Lixo e total desrespeito ao meio ambiente. E eu nem sequer mencionei o jogo ainda. & Quot - Jodie K

& quotTudo parece ser um esquema para ganhar dinheiro em detrimento dos cavalos e dos consumidores. & quot - Hannah L-S


A corrida que divide uma nação: por que a polêmica cerca a Melbourne Cup deste ano

Enquanto mais de dois milhões de pessoas na Austrália devem assistir à corrida de terça-feira, uma recente denúncia sobre os maus tratos a cavalos de corrida aposentados deu aos ativistas anti-corrida o combustível para espalhar sua mensagem ainda mais.

Uma vez anunciada "a corrida que para uma nação" e uma parte essencial da vida australiana, a corrida de cavalos de maior prestígio do país está sendo disputada este ano cercada por uma controvérsia intensificada.

Às 15h da primeira terça-feira de novembro - feriado em Victoria - os australianos se reunirão mais uma vez em suas casas, escritórios, casas de apostas e nas pistas para assistir a 20 dos melhores cavalos de corrida do mundo batalhar por $ 8 milhões em prêmios em dinheiro.

Um total de 2,65 milhões de pessoas em todo o país assistiram à corrida pela TV no ano passado, uma audiência semelhante a 2017, após uma queda substancial em 2016.

Mas alguns australianos estão se afastando da instituição de 158 anos e dizendo “nup to the cup” desta vez após uma investigação de dois anos lançada no mês passado sobre o tratamento de cavalos de corrida descartados e uma onda de mortes de cavalos durante as copas anteriores.

Seis cavalos de corrida morreram como resultado da Melbourne Cup desde 2013, um fato promovido por grupos de bem-estar animal que incentivam os apostadores a boicotar o evento.

Em corridas de cavalos de forma mais ampla, a Coalizão para a Proteção dos Cavalos de Corrida descobriu que 122 cavalos morreram nas pistas australianas em um ano.

A questão da crueldade com os cavalos de corrida foi lançada à consciência pública em outubro, quando o programa 7.30 do ABC revelou que centenas de cavalos de corrida registrados, alguns dos quais haviam ganhado centenas de milhares de dólares em prêmios em dinheiro, estavam sendo mortos em matadouros.

A filmagem secreta também mostrou cavalos de corrida aposentados sendo chutados e maltratados.

A investigação ocorreu semanas depois que a cantora norte-americana Taylor Swift desistiu de se apresentar na Melbourne Cup, alegando “problemas de agendamento”, depois que uma petição circulada por ativistas anti-corrida de cavalos a convocou para “tomar uma posição contra o abuso de animais”.

A modelo australiana Megan Gale, ex-presença regular na corrida, também disse que não compareceria ao evento deste ano devido a preocupações com a crueldade contra os animais.

Na segunda-feira, manifestantes anti-corrida de cavalos juntaram-se à multidão no desfile anual da Melbourne Cup, segurando cartazes e gritando “mortes na corrida de cavalos”.

Enquanto jóqueis, cavalos e artistas percorriam as ruas do CBD de Melbourne sob os aplausos dos fãs, outros pediram que a corrida fosse encerrada.

“Queremos ver o fim das corridas de cavalos. Temos observado esta indústria, investigando-a, pesquisando-a por mais de 10 anos e mostramos que ela não pode ser feita gentilmente para esses cavalos ”, disse Kristin Leigh da Coalizão para a Proteção de Cavalos de Corrida.

Protestos contra corridas de cavalos também são esperados nas capitais da Austrália durante o dia da Copa de Melbourne.

Grande afluência ainda é esperada

Mas, apesar das pressões para boicotar a corrida, TAB disse ao SBS News que esperava mais de três milhões de pessoas para fazer apostas com eles na terça-feira.

Durante os oito dias do Spring Racing Carnival, o porta-voz disse que eles esperam arrecadar cerca de US $ 1 bilhão em vendas com as apostas.

Richard Waterhouse, professor emérito de história da Universidade de Sydney, disse à SBS News que os australianos sempre foram obcecados por corridas de cavalos, em grande parte devido ao desejo de serem vistos como "respeitáveis" pelos britânicos.

“Houve um dia no ano em que o mundo estava de cabeça para baixo e você podia beber o quanto quisesse, fazer papel de bobo o quanto quisesse, jogar o quanto quisesse e esse era o dia da Copa Melbourne”, Professor Waterhouse, que escreveu um livro sobre a história do Australian Jockey Club, disse.

“As pessoas se identificavam com a Melbourne Cup porque a viam como uma instituição exclusivamente australiana e se encaixava na noção de que o pequeno lutador sempre poderia vencer.”

O futuro para 'a corrida que impede uma nação'

O presidente-executivo do Racing Australia, Barry O'Farrell, disse no início deste mês que estava "chocado" e "horrorizado" com o que foi descoberto na investigação das 7h30 e disse que os executivos-chefes das corridas estaduais "estão fazendo tudo o que podem para garantir que o esporte das corridas prospere e floresce, mas também que a responsabilidade pelo bem-estar dos eqüinos é a maior possível dentro de suas jurisdições ".

Investigações e processos ocorreriam quando necessário, disse ele à ABC.

O Ministro para uma Melhor Regulamentação e Inovação, Kevin Anderson, disse na época: "Há dezenas de milhares de pessoas empregadas na indústria automobilística e um relatório como esse é profundamente preocupante. É por isso que o estou levando a sério".

O professor Waterhouse acredita que a reação contra o copo é mais do que preocupação com os cavalos.

“A geração mais jovem vê as corridas de cavalos como uma atividade muito antiquada e muito lenta”, disse ele.

“Você vai a uma corrida, há uma corrida a cada 35 minutos, acaba em um minuto, isso é muito chato, não é?”

Taylor Swift é acusado de colocar 'dinheiro antes da compaixão' no show da Melbourne Cup

A crescente comercialização do evento e a expansão da influência internacional também afastaram os apostadores, disse o professor Waterhouse.

“Ele se distanciou muito das raízes da cultura australiana”, disse ele.

O professor Waterhouse acredita que a exposição das 7h30 e o aumento da consciência pública de como os animais são tratados terão implicações de longo prazo para o esporte, mas disse que o evento não será cancelado durante a noite.

“O que vai acontecer é que a Melbourne Cup perderá gradualmente seu significado”, disse ele.

“Parte disso será que eles [as gerações mais jovens] acharão desagradável porque é desumano, mas em parte eles simplesmente ficarão entediados”.

Oficiais de biossegurança investigarão a suposta crueldade com os cavalos no abatedouro de Queensland

O ex-competidor do Australian Idol, Anthony Callea, disse que apresentará o hino nacional no dia, mas prometeu doar sua taxa de performance para uma organização de bem-estar equino.

“Acredito que todos devemos ter uma melhor consciência e apoiar um movimento na indústria em direção a uma mudança positiva e garantir que esse comportamento terrível seja erradicado”, escreveu a cantora em um post no Instagram após o relatório das 7.30.

Mas a Sra. Leigh da Coalizão para a Proteção de Cavalos de Corrida tinha algumas palavras mais fortes para aqueles que planejam participar da Copa.

“Se você vai às corridas este ano e viu 7h30, você é cúmplice desse abuso animal”, disse ela.


Atualização de viagens: novos meios-fios em Melbourne, Nova Zelândia pausam viagem com Victoria

O Departamento de Estado dos EUA disse que os americanos devem evitar viajar para o Japão, onde o estado de emergência em várias cidades alimentou dúvidas sobre os planos de Tóquio de sediar as Olimpíadas em menos de dois meses.

Hong Kong said employers, companies and mall owners could offer incentives for people to get vaccinations, as the government seeks to encourage inoculations by a reluctant populace. China is offering to arrange vaccine shipments to Taiwan and may consider sending medical experts, according to a Xinhua report.

In Vietnam, indoor dining was banned and parks were closed in Hanoi amid a new outbreak in the country’s north. Prime Minister Pham Minh Chinh is ordering government agencies and ministries to call for donations for Vietnam’s vaccine fund.

Key Developments:

  • Global Tracker: Cases top 167 million deaths exceed 3.46 million
  • Vaccine Tracker: More than 1.68 billion doses have been given
  • You Do Realize Covid-19 Might Come Back in the Fall?: Justin Fox
  • Why ‘Long Covid’ Could Outlast the Pandemic: QuickTake

New Zealand to Suspend Quarantine-Free Travel With Victoria (12:09 p.m. HK)

New Zealand is pausing travel with the Australian state of Victoria for 72 hours, Covid-19 Response Minister Chris Hipkins said in an emailed statement.

The suspension will be in effect while the source of infection of five cases announced in Melbourne in the last two days is being investigated. “While the case announced today is not unexpected as a contact of a case announced yesterday, New Zealand officials have assessed that the most cautious option is to pause the travel bubble with Victoria as there are still several unknowns with the outbreak,” Hipkins said.

Vietnam Calls for Donations for Vaccine Fund (11:45 a.m. HK)

Hanoi authorities increased restrictions amid a growing virus outbreak in northern Vietnam, banning indoor dining, parties and closing parks and hair salons beginning from noon Tuesday, according to a post on the government’s website.

The order follows a rising number of infections in the capital with a dozen untraceable cases, it said. Residents are encouraged to work from home, the city government said on its website.

Prime Minister Chinh called on government agencies and ministries to seek donations to the nation’s vaccine fund, according to a post on the government’s website. Vietnam’s finance ministry has proposed setting up a fund to speed up purchases of vaccines. The health ministry estimated it will cost the country about 25.2 trillion dong ($1.1 billion) to acquire 150 millions of doses for 75 million people.

Hong Kong Private Sector Urged to Offer Vaccine Incentives (10:22 a.m. H.K.)

While it may not be appropriate for the Hong Kong government to offer cash or any in-kind incentives to boost vaccinations, employers, companies and mall owners could instead offer such incentives, Chief Executive Carrie Lam said at a briefing.

According to Bloomberg data, enough doses have been administered to cover 14.5% of a population of 7.5 million since late February. That’s behind the U.K. and Singapore, where available doses are so in demand that most of the adult population has not yet been inoculated. In Hong Kong, so many shots are languishing that the government has warned people that some will expire in September.

China Offers Vaccine, Expert Assistance to Taiwan (8:27 a.m. HK)

China is willing to send emergency vaccine shipments to Taiwan, according to a Xinhua report, citing the website of the State Council’s Taiwan affairs office. China is also willing to send medical experts to Taiwan to help control an increasing case count there, Zhu Fenglian, spokesperson of the office, was quoted as saying.

With only about 1% of its population vaccinated so far, a wider outbreak in Taiwan has the potential to disrupt the chip industry that dominates the local economy, and which is critical to an already-squeezed global supply.

The Taiwanese government will start distributing 410,000 doses of AstraZeneca’s Covid-19 vaccines to hospitals as soon as Thursday, deputy interior minister Chen Tsung-yen said at briefing. Priority will be given to medical workers and pandemic prevention workers, the agency said.

New Restrictions in Melbourne (8:12 a.m. HK)

Group restrictions will be imposed in Melbourne as authorities race to clamp down a small cluster of Covid-19 cases in Australia’s second-most-populous city.

Private gatherings in homes will be limited to five visitors per day from 6 p.m. Melbourne time on Tuesday, while public gatherings will be restricted to 30 people, Acting Premier James Merlino told reporters in Melbourne. Masks will be mandatory when indoors in public spaces for people aged 12 and older, including in workplaces.

Malaysia Tops India in Cases Per Capita (6:50 a.m. HK)

Malaysia has overtaken the global pandemic hotspot of India in confirmed coronavirus infections per capita. The Southeast Asian nation’s new Covid cases reached 216 per million on May 23, higher than 175 in India, according to data compiled from Johns Hopkins University and the United Nations. However, there’s a statistical caveat that India’s numbers may have undercounted cases especially in the villages, and the country’s death rate is higher.

Malaysia on Sunday reported nearly 7,000 new Covid cases, the fifth straight day that infections have stayed above 6,000, and the record surge prompted the government to further tighten restrictions on movement.

US Could Pursue One Shot for 10 Diseases (6 a.m. HK)

The US could pursue a single shot to protect against the top 10 infectious diseases and an mRNA vaccine to shield against common cancers as part of a $6.5 billion research center sought by President Joe Biden.

The details, from National Institutes of Health Director Francis S. Collins, are the first specifics of potential research that may be pursued by the Advanced Research Projects Agency for Health. Biden’s proposal is modeled on initiatives at the Pentagon and the Department of Energy that paved the way for the internet and GPS.

US Issues Do-Not-Travel Advisory on Japan (1:45 p.m. NY)

The US raised its travel advisory on Japan to say Americans shouldn’t visit the country, where sections are under a state of emergency that could be extended.

The State Department issued the upgraded travel advisory on Monday. The move is another blow to Japan’s plans to host the Olympic Games starting on July 23.

Seychelles Says Cases Fall 38% (12:01 p.m. NY)

Seychelles, which has vaccinated a greater proportion of its people against Covid-19 than any other nation, said active cases of the disease fell 38% in the week to May 22 as a recent surge in infections continues to abate.

The Indian Ocean archipelago has 1,179 active cases, the health ministry of the nation of 98,000 people said in a statement on Monday. Hospitalizations declined and to date no one who has been fully vaccinated has died of the disease, it said.

NY Tops 10 Million Vaccinated (11:55 a.m. NY)

Governor Andrew Cuomo said New York has surpassed 10 million vaccined residents, more than half the state, but that the rate of shots has dropped off precipitously as the “youthful and the doubtful” resist the shots. Only 43% of residents age 16 to 25 are vaccinated, compared with 85% among people age 65 to 74. Cuomo said the state would set up vaccine centers across state parks ahead of the Memorial Day holiday weekend.

US Cases Slow to Pandemic Low (10:10 a.m. NY)

With more than 61% of US adults having received at least one vaccine dose, the rate of new coronavirus infections continues to slide. New cases rose 0.5% in the past week, the slowest increase since the pandemic began in March 2020, according to data compiled by Johns Hopkins University and Bloomberg.

The total number of infections in the week ended Sunday, 175,990, was the lowest since the seven days ended June 14. Sunday’s total of 13,310 new cases was the lowest for any single day since March 25, 2020, as the nation was heading toward lockdowns.

Follow more stories on Facebook and Twitter


Vida politica

Governo. Australia is a parliamentary democracy based on the British system of government. Federal, state, and territorial elections are held every three or four years. Voting is compulsory at the federal and state levels but not at the local government level. There are two houses of the federal and state parliaments except in Queensland, the Northern Territory, and the Australian Capital Territory.

Core features of the political party system derive from early twentieth-century arrangements that followed the federation of the states into a commonwealth. There are two major political parties: the Australian Labor Party (ALP) and the Liberal Party. The National Party (formerly the Country Party) allies itself with the conservative Liberal Party. The other large political parties are the Australian Democrats and the Green Party.

Since federation, the constitution has been changed only reluctantly through referenda. In 1999 there was a vote rejecting the proposition that Australia become a republic, ceasing to have an office of governor-general as a representative of the British monarch and thus as the titular head of state. Some argue that the society is already a de facto republic since the constitution has entrenched the primacy of popular sovereignty. The British Union Jack on the flag is for some people an acknowledgment of historical ties with Britain, while for others it is a reason to change the constitution to emphasize the independence of the nation.

Leadership and Political Officials. There are three levels of government leadership: the prime minister in the federal government, the state premiers, and the mayors in local government. All officials are elected democratically. At the federal level the governor-general is appointed by the government, as are governors at the state level. Federal and state/territorial governments operate through departments that are organized bureaucratically

Problemas sociais e controle. In the legal system authority is divided between states and territories and the commonwealth. The judicial system is based on the common law of England. The criminal justice system consists of the state and commonwealth agencies and departments responsible for dealing with crime and related issues. The federal criminal justice system deals with offenses against commonwealth laws, and the state systems deal with offenses against state laws. Criminal law is administered mainly through the commonwealth, state, and territorial police forces the National Crime Authority and the state and territorial corrective or penal services. Crimes such as stealing are more common than crimes against individuals, such as assault.

Atividade militar. The defense forces operate according to three basic priorities: defeating attacks from outside the country, defending the nation's regional interests, and supporting a global security environment that discourages international aggression. Australia has a volunteer army reserve but no national service requirement. There is a navy, an army, and an air force. Twelve percent of regular service positions are held by women.

The nation's strategic stance is broadly defensive, with the expectation that armed force will be used only to defend national interests. The Defence Force has been called on frequently, to assist in international security and humanitarian crises in the Middle East, Namibia, and Cambodia as well as in humanitarian crises in Somalia and Rwanda. The most recent military activity has been peacekeeping in East Timor. The Defence Force also has played a key role in responding to major floods and fires, and its services are called on in search and rescue missions.


Marchar

The month of March slowly transitions the city into fall. The temperature is comfortable and the global events are plentiful.

Events to check out:

  • Melbourne kicks off the Formula 1 Grand Prix circuit each year in March. As this race tours the world, it attracts a massive crowd of domestic and international travelers. Don’t blink, or you’ll miss the cars zoom past you! *Editor's note: Due to the ongoing COVID-19 pandemic, the 2021 Formula 1 Grand Prix will be held in November. is one of the largest comedy festivals in the world. It hosts a program of comedy sets, theater, and street performances by international and local talent. This festival takes place over three and a half weeks of March and April. comes to the city of Melbourne and parts of regional Victoria each year in March. It showcases the best of Australia’s restaurants, winemakers, and chefs. is a free community festival run by the city of Melbourne. You’ll find carnival rides, parades, music performances, and athletic events along the banks of the Yarra River. It’s a family-friendly event. is held each year in March. It showcases the best in Australian fashion with runway shows, beauty workshops, retail events, and industry seminars.

Enjoying the seasons in Melbourne

Summer

You’ll enjoy Melbourne’s relaxed outdoor lifestyle in summer. It’s a great time of year to experience:

  • long daylight hours thanks to daylight saving
  • the city’s rooftop bars
  • Melbourne’s beautiful gardens
  • barbecues and outdoor entertaining
  • family-friendly beaches close to the city and around the state like the Australian Open, Formula 1 Grand Prix and cricket.

Victoria’s coastline stretches for almost 2,000 kilometres and in summer many holiday-makers go to the beach with their families. Popular beach destinations include the Mornington Peninsula, Bellarine Peninsula, Phillip Island, Gippsland coastline and towns along the Great Ocean Road.

Always swim and surf between the flags. Red and yellow flags on beaches are common around Australia to protect swimmers from dangerous rip currents.

Always wear sunscreen to prevent sunburn. See the Sun Safety website for more information.

Total Fire Ban days are declared on the hottest days, which means barbecues and other outdoor fires are banned. The Emergency Victoria website has information on fire bans and fire ban ratings, which will warn you if any part of Victoria is unsafe to travel through or stay in during summer.

Autumn

Melbourne’s long, late summers gradually cool into gloriously mild autumn days. Melbourne’s parks, gardens and its magnificent network of golf courses are filled with autumn foliage.

In March, the city hosts many major events including:

  • the Formula One Australian Grand Prix
  • the International Flower and Garden Show
  • the Melbourne International Comedy Festival
  • the Virgin Australia Melbourne Fashion Festival.

This is a great time of year to visit Victoria’s high country and explore towns in regional Victoria like Bright, where the scenery is most picturesque.

Winter

Melbourne’s arts and culture scene provides endless indoor entertainment in the cooler months and the city’s cosy cafes, quirky bars and award-winning restaurants are the perfect places to keep warm on a winter’s day.

Out of the city, winter is the perfect time to experience the beautiful misty rainforests, fern gullies and quaint villages of the nearby Dandenong Ranges.

You can also indulge at Australia’s spa capital, Daylesford and Hepburn Springs. Or go skiing on Victoria’s Alps where there are several snowfields with something for all levels of snow sports enthusiasts, and plenty of options for first time snow-goers.

Primavera

Melbourne is coloured with flowers, foliage and fragrance as gardens, parks and tree-lined streets come to life. Spring is a highlight on Melbourne’s social and sporting calendar:


Assista o vídeo: Curso de IDIOMAS em Melbourne. Austrália #VolteDiferente


Comentários:

  1. Burneig

    Eu acho que você está errado. Tenho certeza. Envie-me um e-mail para PM, vamos conversar.

  2. Camdin

    Sobre isso não pode ser e ele fala.

  3. Eloy

    Isto não é uma piada!

  4. Roi

    Aqui estão os que estão ligados! A primeira vez que ouvi!

  5. Kajijora

    Um spam nos comentários... Autor, se puder me ouvir, escreva para este e-mail - há boas sugestões para o seu blog

  6. Cassibellaunus

    Peço desculpas, mas não em forma o suficiente. O que mais isso poderia sugerir?

  7. Faujora

    Bravo, acho essa frase brilhante



Escreve uma mensagem