7 de dezembro de 1942

7 de dezembro de 1942



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

7 de dezembro de 1942

Dezembro de 1942

1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031
> Janeiro

Europa ocupada

Os Comandos da Marinha Real começam sua famosa penetração do Rio Gironde (os Heróis Concha de Milho).

Nova Guiné

Luta pesada em Buna



Pearl Harbor bombardeada

Às 7h55, horário do Havaí, um bombardeiro de mergulho japonês com o símbolo vermelho do Sol Nascente do Japão nas asas aparece das nuvens acima da ilha de Oahu. Um enxame de 360 ​​aviões de guerra japoneses se seguiu, descendo na base naval dos EUA em Pearl Harbor em um ataque feroz. O ataque surpresa desferiu um golpe crítico contra a frota do Pacífico dos EUA e levou os Estados Unidos irrevogavelmente à Segunda Guerra Mundial.

Com o rompimento das negociações diplomáticas com o Japão, o presidente Franklin D. Roosevelt e seus conselheiros sabiam que um ataque japonês iminente era provável, mas nada foi feito para aumentar a segurança na importante base naval de Pearl Harbor. Era domingo de manhã e muitos militares haviam recebido passes para assistir aos serviços religiosos fora da base. Às 7h02, dois operadores de radar avistaram grandes grupos de aeronaves em vôo em direção à ilha vindos do norte, mas, com um vôo de B-17 esperado dos Estados Unidos na época, eles foram instruídos a não soar nenhum alarme. Assim, o ataque aéreo japonês foi uma surpresa devastadora para a base naval.

Grande parte da frota do Pacífico se tornou inútil: cinco dos oito navios de guerra, três contratorpedeiros e sete outros navios foram afundados ou severamente danificados, e mais de 200 aeronaves foram destruídas. Um total de 2.400 americanos foram mortos e 1.200 feridos, muitos enquanto tentavam bravamente repelir o ataque. No Japão, as perdas foram de cerca de 30 aviões, cinco submarinos anões e menos de 100 homens. Felizmente para os Estados Unidos, todos os três porta-aviões da frota do Pacífico estavam no mar em manobras de treinamento. Esses porta-aviões gigantes teriam sua vingança contra o Japão seis meses depois, na Batalha de Midway, revertendo a maré contra a anteriormente invencível marinha japonesa em uma vitória espetacular.

No dia seguinte ao bombardeio de Pearl Harbor, o presidente Roosevelt compareceu a uma sessão conjunta do Congresso e declarou: & # x201C Ontem, 7 de dezembro de 1941 & # x2013 uma data que viverá na infâmia & # x2013 os Estados Unidos da América foram repentinamente e deliberadamente atacados por navios e forças aéreas do Império do Japão. & # x201D Após um breve e enérgico discurso, ele pediu ao Congresso que aprovasse uma resolução reconhecendo o estado de guerra entre os Estados Unidos e o Japão. O Senado votou pela guerra contra o Japão por 82 a 0, e a Câmara dos Representantes aprovou a resolução por uma votação de 388 a 1. O único dissidente foi a deputada Jeannette Rankin de Montana, uma pacifista devota que também deu um voto dissidente contra o A entrada dos Estados Unidos na Primeira Guerra Mundial. Três dias depois, a Alemanha e a Itália declararam guerra aos Estados Unidos e o governo dos Estados Unidos respondeu na mesma moeda.

A contribuição americana para o bem-sucedido esforço de guerra dos Aliados durou quatro longos anos e custou mais de 400.000 vidas americanas.


Aniversários na História

Aniversários 1 - 100 do 281

    Gennadi Vassilyevich Sarafanov, URSS, cosmonauta (Soyuz 15) Martin Frost, (Rep-D-TX, 1971-) Alassane Ouattara, ex-primeiro-ministro da Costa do Marfim Hugh Shelton, 15º Presidente do Estado-Maior Conjunto John Marsden, advogado australiano, ativista gay (falecido em 2006) Jaber Al-Mubarak Al-Hamad Al-Sabah, primeiro-ministro do Kuwait (desde 2011), nascido na Cidade do Kuwait, Kuwait Terenci Moix, escritor espanhol, nascido em Barcelona, ​​Espanha (falecido em 2003)

Stephen Hawking

8 de janeiro Stephen Hawking, físico inglês (Black Holes & amp Baby Universes), nascido em Oxford, Inglaterra (falecido em 2018)

    Vyacheslav Dmitriyevich Zudov, cosmonauta soviético (Soyuz 23), nascido em Bor, Rússia Junichiro Koizumi, político japonês (primeiro-ministro, 2001–06), nascido em Yokosuka, Japão Lee Kun-hee, magnata coreano de negócios e presidente do Grupo Samsung, nascido no condado de Uiryeong, Coreia do Sul Aleksandr Yakovlevich Petrushenko, cosmonauta russo Vladimir Sergeyevich Kozelsky, cosmonauta russo (Soyuz 24 backup), nascido em Aleksandrovskoye Stavropol kray, União Soviética Bernardine Dohrn, ex-líder do Weather Underground, nascido em Milwaukee, Wisconsin Astrofísico suíço (descoberto o primeiro exoplaneta), Prêmio Nobel de Física de 2019, nascido em Lausanne, Suíça Amichand Rajbansi, político sul-africano, nascido em Durban, África do Sul (m. 2011) Carol Bellamy, política americana (City Council Pres-D- 1978 -85), nascido em NYC, New York Tony P. Hall, político americano (Rep-D-OH, 1979-), nascido em Dayton, Ohio James & quotJimmy & quot Grashow, escultor e xilogravura americano, nascido em Brooklyn, Ne w York Ita Buttrose, jornalista australiano e empresária amp, nascido em Potts Point, Austrália Ivan Ivanovich Bachurin, cosmonauta soviético, nascido em Kharkov Oblast, ucraniano SSR Willy Bogner Jr., designer de moda alemão e produtor de filmes (On Her Majesty's Secret Service), nascido em Munique, Alemanha Jens Nygaard Knudsen, designer dinamarquês de Lego da minifigura, nascido na Dinamarca (m. 2020) Nigel Walmsley, presidente (Carlton UK Television) William McLennan, CEO (Central Statistical Office) Tasuku Honjo, imunologista japonês (Prêmio Nobel de Medicina 2018), nascido em Kyoto, Japão Arnaldo Tamayo-Méndez, cosmonauta cubano, primeiro latino-americano no espaço (Soyuz 38, 1980), nascido em Baracoa, Guantánamo, Cuba FR Hartley, vice-reitor (Universidade Cranfield) Richard Needham, MP britânica Satya Paul, designer de moda indiana e empresária que inventou o sari moderno, nascido em Layyah, Punjab , Índia Britânica (d. 2021) [1] Susan Hill, dramaturga inglesa (Magic Apple Tree) Sarah Brady, ativista americana de controle de armas, nascida em Kirksville, Missouri James Loewen, sociólogo e historiador americano nascido em Decatur, Illinois Ton de Kok, político holandês (CDA) Michael Bishop, CEO britânico (British Midland Airways), nascido em Bowdon, Cheshire Archie Andrews, personagem de quadrinhos (Archie) Chananjit Vohra, queniano / magnata / multimilionário britânico da hotelaria Ehud Barak, primeiro-ministro de Israel Donal d E. Williams, oficial naval dos EUA e astronauta da NASA (STS 51D, STS 34), nascido em Lafayette, Indiana (d. 2016) Margaret Wright, comissária-chefe (Guide Association) Michael Bloomberg, filantropo americano, político e CEO da Bloomberg L.P., nascido em Boston, Massachusetts

Kim Jong-il

16 de fevereiro Kim Jong-il, Líder Supremo da Coreia do Norte (1994-2011), nascido em Vyatskoye, União Soviética [local de nascimento e data de nascimento disputados, 1941] (m. 2011)

    Huey P. Newton, ativista afro-americano, revolucionário e cofundador do Partido dos Panteras Negras, nascido em Monroe, Louisiana (falecido em 1989) Ken Kramer [Kenneth Bentley Kramer], ex-membro republicano americano da Câmara dos Representantes, nascido em Chicago, Illinois, Claude Miller, diretor (Garde a Vue, Little Thief, Wild Child), (falecido em 2012) David O'Dowd, Chief Constable (Northamptonshire)

Mitch McConnell

20 de fevereiro Mitch McConnell, político americano, (Senator-R-KY, 1985-, e Senate Majority Leader 2015-), nascido em Sheffield, Alabama

    Peter Leonard, jornalista e locutor australiano, nascido em Yass, New South Wales (falecido em 2008) Beau Boulter, (Rep-R-TX, 1985-) John Lewis, Head Master (Eton College) Joop van den Ende, produtor teatral holandês , nascido em Amsterdã, Holanda David K ​​Williamson, roteirista / dramaturgo australiano (Removalists) Joe Lieberman, (Sen-D Connecticut) Stuart Henry, disc jockey britânico Adriaan van Dis, autor holandês (Nathan Sid, na África), nascido em Bergen aan Zee, Holanda Charlayne Hunter-Gault, jornalista americano e correspondente estrangeiro (McNeil-Lehrer), nascido em Due West, Carolina do Sul Robert H. Grubbs, químico americano e ganhador do Prêmio Nobel, nascido em Marshall County, Kentucky Richard Bowman Myers, Presidente de o Joint Chiefs of Staff John Irving, escritor de contos americano (The World Segundo Garp The Cider House Rules), nascido em Exeter, New Hampshire Kwang Jo Choi, o fundador de Choi Kwang- do e é um dos doze Mestres originais de Taekwon-Do. Vladimir Vasilyevich Kovolyonok, USR, cosmonauta (Soyuz 25, 29/31, T-4) Charles C. Krulak, 31º Comandante do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA Michael & quotMike & quot Resnick, autor de ficção científica americano (Sideshow Eros Ascending), nascido em Chicago, Illinois Felipe González, Primeiro Ministro da Espanha, 1982-96, nascido em Sevilha Paul Preuss, autor de ficção científica americano (Medusa Encounter, Starfire) Tommy F. Robinson, político americano (Rep-D-AR, 1985-91), nascido em Little Rock, Arkansas Charles R. Boutin, político americano (Maryland), nascido em Troy, Nova York

Ratko Mladić

12 de março Ratko Mladić, general sérvio da Bósnia durante a Guerra da Bósnia (considerado culpado de crimes de guerra em 2017), nascido em Božanovići, Croácia

    Dave Cutler, engenheiro de software americano, nascido em Lansing, Michigan. John Whittaker, desenvolvedor imobiliário inglês (Peel Holdings) James Soong, político taiwanês

John Wayne Gacy

17 de março John Wayne Gacy, assassino em série americano que matou 33 jovens, nascido em Chicago, Illinois (falecido em 1994)

    Sidney K Barthelmy, político dos EUA (?) David Minge, (Rep-D-Minnesota) Ali Abdullah Saleh, político do Iêmen e primeiro presidente do Iêmen (1990-2012), nascido em Bait el-Ahmar, Reino do Iêmen (falecido em 2017 ) Dick Pound, presidente canadense da Agência Mundial Antidoping Walter Rodney, historiador e figura política guianense (d. 1980) Erica Jong [Mann], autora americana (Fear of Flying), nascida em NYC, Nova York Raymond J. McGrath , US House of Representatives de New York, nascido em Valley Stream, New York Sir John E. Sulston, biólogo molecular britânico, co-recebedor do Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina de 2002 (sequenciamento do genoma da lombriga), nascido em Fulmer, Buckinghamshire (d . 2018) Michael Jackson, escritor e jornalista britânico, nascido em Wetherby, Yorkshire (falecido em 2007) Neil Kinnock, líder da oposição britânica (Partido Trabalhista), nascido em Tredegar, País de Gales Daniel Dennett, filósofo americano nascido em Boston, Massachusetts Conrad Schumann, guarda da fronteira da Alemanha Oriental, nascido em Zschochau, Saxônia, Alemanha nazista (d. 1998) Larry Pressler, político americano, senador dos Estados Unidos pela Dakota do Sul, nascido em Humboldt, Dakota do Sul George Esson, chefe da polícia (Dumfries & amp Galloway) Michael Savage [Michael A Wiener], apresentador de rádio e comentarista americano, nascido no Bronx , New York Ulla Hoffmann, político sueco Samuel R. Delany Jr, autor de ficção científica americano (Towers of Toron Neveryona), nascido no Harlem, New York Graham Bright, político britânico secretário particular do PM britânico John Major, nascido em Horndon-on -the-Hill, Essex, Inglaterra Hiroyuki Sakai, chef japonês especializado em culinária francesa (Iron Chef), nascido em Izumi, Kagoshima, Japão Kitty Kelley, jornalista e autora americana (Biografia não autorizada de Frank Sinatra), nascido em Spokane, Washington Douglas Trumbull, diretor de cinema americano (Silent Running, Brainstorm), nascido em Los Angeles, Califórnia Eduard Visser, escritor holandês (Fyffes agora se chama Chiquita) Earl Hilliard, político americano (Rep-D-Alabama), nascido em Birmingham, Alabama Ni ck Auf der Maur, jornalista e político canadense, nascido em Montreal, Quebec (m. 1998) Anatoly Nikolayevich Berezovoi, cosmonauta soviético (Soyuz T-5), nascido no Enem, Rússia (falecido em 2014)

Jacob Zuma

12 de abril Jacob Zuma, político sul-africano, Presidente da África do Sul (2009-18), nascido em Nkandla, África do Sul

    Ataol Behramoğlu, poeta e escritor turco, nascido em Çatalca, província de Istambul, Turquia Valentin Vitaliyevich Lebedev, cosmonauta (Soyuz 13, 35, T-5)
  • Anterior
  • 1

O ataque japonês a Pearl Harbor, no Havaí, em 7 de dezembro de 1941, surpreendeu virtualmente todos os militares dos Estados Unidos. Os bombardeiros lançados por porta-aviões japoneses encontraram Pearl Harbor totalmente despreparado. O presidente Franklin Roosevelt rapidamente se dirigiu ao Congresso para pedir uma declaração de guerra, conforme ilustrado neste trecho de áudio. Embora ele nunca tenha mencionado a Europa ou o fato de que a Alemanha ainda não havia declarado guerra aos Estados Unidos, o ataque a Pearl Harbor permitiu-lhe dar início a uma intervenção maior na guerra europeia que há muito desejava.

Presidente Franklin D. Roosevelt: Ontem, 7 de dezembro de 1941 & # 8212 uma data que viverá na infâmia & # 8212, os Estados Unidos da América foram repentinamente e deliberadamente atacados pelas forças navais e aéreas do Império do Japão.

Os Estados Unidos estavam em paz com aquela nação e, a pedido do Japão, ainda conversavam com seu governo e seu imperador visando a manutenção da paz no Pacífico. De fato, uma hora depois de os esquadrões aéreos japoneses terem começado o bombardeio na ilha americana de Oahu, o embaixador japonês nos Estados Unidos e seu colega entregaram ao nosso secretário de Estado uma resposta formal a uma recente mensagem americana. Embora esta resposta afirmasse que parecia inútil continuar as negociações diplomáticas existentes, não continha nenhuma ameaça ou sugestão de guerra ou ataque armado.

Será registrado que a distância do Havaí do Japão torna óbvio que o ataque foi deliberadamente planejado muitos dias ou até semanas atrás. Durante esse período, o governo japonês tentou deliberadamente enganar os Estados Unidos com falsas declarações e expressões de esperança de paz contínua.

O ataque de ontem às ilhas havaianas causou graves danos às forças navais e militares americanas. Lamento dizer que muitas vidas americanas foram perdidas. Além disso, foi relatado que navios americanos foram torpedeados em alto mar entre São Francisco e Honolulu.

Ontem, o governo japonês também lançou um ataque contra a Malásia.

Ontem à noite, as forças japonesas atacaram Hong Kong.

Ontem à noite, as forças japonesas atacaram Guam.

Na noite passada, as forças japonesas atacaram as ilhas Filipinas.

Na noite passada, as forças japonesas atacaram a Ilha Wake.

E esta manhã os japoneses atacaram a Ilha Midway.

O Japão empreendeu, portanto, uma ofensiva surpresa que se estendeu por toda a área do Pacífico. Os fatos de ontem e de hoje falam por si. O povo dos Estados Unidos já formou suas opiniões e compreende bem as implicações para a própria vida e segurança de nossa nação.

Como comandante-chefe do Exército e da Marinha, ordenei que todas as medidas sejam tomadas para nossa defesa. Mas sempre toda a nossa nação se lembrará do caráter do ataque violento contra nós. . .

Fonte: Cortesia da Biblioteca Franklin D. Roosevelt, Hyde Park, Nova York.


7 de dezembro de 1942 - História

"Tendo começado sua busca por Reed em 1986, Nadelson e um colaborador
acabou produzindo um documentário sobre ele para a BBC. No selvagem
sinuoso "Comrade Rockstar", publicado pela primeira vez na Inglaterra há 15 anos, ela
às vezes tem dificuldade em lembrar o que escreveu em uma página ou até mesmo em um
parágrafo atrás, e o livro está cheio de erros de tirar o fôlego: Senador Joseph
McCarthy não atuou no Comitê de Atividades Antiamericanas da Câmara
O "General Jimmy Walker" não fundou a John Birch Society e * Pearl
Harbor não foi bombardeado em 7 de dezembro de 1942. * "[ênfase adicionada - DT]
http://www.nytimes.com/2006/07/09/books/review/09mall.html

Talvez esse último, ao contrário dos outros erros, tenha sido apenas um erro de digitação. Mas isso me levou
pensar: você pode imaginar um cenário - de preferência um em que o europeu
guerra começa na programação em setembro de 1939 - em que a Guerra do Pacífico
de fato começar com o Japão bombardeando Pearl Harbor em 7 de dezembro de 1942? Eu fiz um
postar uma vez sobre Hull apresentando seu modus vivendi de três meses
http://groups.google.com/group/soc.history.what-if/msg/cf6bd16671c8adc1 e
como apontou Rich Rostrum, adiar a crise em três meses teria
efeitos significativos
http://groups.google.com/group/soc.history.what-if/msg/eb1423ba4e59d8d6 mas
alguém pode ver um cenário plausível onde a crise é realmente adiada por
exatamente um ano.

Provavelmente teria que depender de uma mudança na política e decisão dos EUA
fazendo - atrasando ou modificando o embargo que desencadeou os japoneses
ataque por cerca de um ano.

Mas eu simplesmente não sei o suficiente sobre os meandros da política dos EUA,
política e processos de tomada de decisão para ter alguma ideia do que, exatamente.

Eu não acho que está além das possibilidades, no entanto. mas
esteja pronto para ser corrigido e descartado (e espero aprender
algo em qualquer caso!)


Boss Stooges Attack Pagamento de horas extras!

A partir de Ação Trabalhista, Vol. 6 No. 49, 7 de dezembro de 1942, pp. & # 1601 & # 160 & amp & # 1602.
Transcrito e marcado por Einde O & # 8217 Callaghan para o Enciclopédia do Trotskismo On-Line (ETOL).

Sem qualquer camuflagem, o ataque pós-eleitoral contra a semana de quarenta horas é realmente um ataque assassino contra os salários.

Os trabalhadores estão, na verdade, dedicando muito mais horas do que quarenta. Na verdade, eles trabalham por muito tempo e ficam muito cansados ​​& # 8211, conforme atestado pelas 11.000 vítimas industriais DIÁRIAS.

O que incomoda os patrões e os impulsionadores políticos dos lucros patronais é que os trabalhadores estão recebendo uma hora e meia por trabalho além das quarenta horas.

Toda a conversa sobre uma semana de 48 horas é tanta poeira nos olhos & # 8211 lançada pelos piores inimigos do trabalho & # 8217s. O que eles pretendem é tirar dos trabalhadores que diariamente arriscam suas vidas e membros alguns dólares & # 8211 os poucos dólares que os trabalhadores agora ganham em tempo e meio.

De qualquer maneira, quanto os trabalhadores estão ganhando? Com este pagamento generoso de horas extras, eles estão rolando em riqueza? Uma boa pergunta & # 8211 para a qual há uma resposta bastante factual!

Sim, há um boom de guerra. Sim, os trabalhadores estão recebendo tempo e uma bola por mais de quarenta horas. MAS COM TODA ESSA & # 8220PROSPERIDADE & # 8221 16.000.000 TRABALHADORES NOS ESTADOS UNIDOS ESTÃO GANHANDO MENOS DE $ 16 POR SEMANA!

Esses números são de julho de 1942, publicados pelo Secretário do Trabalho Perkins. E esses números significam que, no auge do boom da guerra, um terço da força de trabalho do país ganha salários de antigamente. Esse é o capitalismo para você!

Tudo bem. Vamos subir na escala. Vamos ver como os trabalhadores em melhor situação estão se saindo

Os salários médios em todas as indústrias de manufatura chegaram a US $ 37,88 por semana em setembro. Desta pequena quantia deve ser paga a seguinte longa lista de itens: alimentos, roupas, aluguel, entretenimento, educação, móveis domésticos e móveis médicos, dentistas, dívidas de hospitais e impostos de renda de seguros, impostos de vitória, aumento de preços de títulos de guerra e impostos de consumo & # 8217. Alguma coisa foi omitida? Bem, apenas fique com o troco.

O secretário do Trabalho, Perkins, gentilmente decompõe um pouco esse número e revela que os salários médios na manufatura de bens não duráveis ​​são de apenas $ 29,71 e não de $ 37,88. Com esposa e filhos e a lista de necessidades acima, esses trabalhadores não podem estar exatamente rolando em riqueza.

Hoje em dia, bens não duráveis ​​significam principalmente produção civil. Portanto, vamos ver como os outros trabalhadores, os trabalhadores de guerra preferidos, estão chafurdando no colo do luxo.

Elsa Maxwell & # 8211 aquela colunista que não sabe de nada exceto como jorrar & # 8211 escreveu recentemente no supostamente pró-trabalho New York Post a seguinte mentira fabulosa sobre salários: & # 8220 Trabalhadores experientes em média de $ 100 a $ 200 por semana. & # 8221 Assim é Elsa Maxwell, a especialista em festas da alta sociedade.

No entanto, o secretário Perkins tem responsabilidades estatísticas que exigem algum respeito pela verdade. Ela nos garante que na produção de bens duráveis ​​& # 8211 que atualmente é principalmente produção de guerra & # 8211, o salário médio semanal em setembro foi de $ 44,47.

Volte e olhe a lista de necessidades que $ 44,47 tem que cobrir! Claro, com $ 44,47 um trabalhador pode se sair um pouco melhor do que com $ 29,71. Ele pode fazer muito melhor do que com $ 16 & # 8211, que é quase nada. Mas ele não terá muito dinheiro para se esconder debaixo do colchão. Se ele conseguir sobreviver sem recorrer aos agiotas, será um excelente administrador financeiro.

Os que odeiam o trabalho no Congresso recebem US $ 200 por semana com fundos públicos. Quase todos eles têm alguma outra fonte de renda & # 8211 honesta ou não. Eles recebem taxas de um tipo e de outro. Eles obtêm retornos sobre os investimentos. De onde eles saem para atacar a ninharia de horas extras de mão de obra & # 8217s? E o que dizer dos grandes industriais que são os poderes por trás do trono do Congresso? Há Tom Girdler da Republic Steel embolsando apenas em salários $ 275.000 em 1941 & # 8211 e Ferguson of Newport News Shipbuilding sendo pago $ 127.000 & # 8211 e Love of Burlington Mills recompensado com um salário de $ 179.652 & # 8211 e Grace of Bethlehem & # 8220earning & # 8221 um salário de $ 537.734 e # 8211 para alguns aleatoriamente.

Onde essas sanguessugas engordadas, sugando seus lucros do trabalho árduo do trabalho, saem atacando os trabalhadores & # 8217 horas extras!

Obviamente, os patrões e seus políticos acreditam que o trabalhador e sua família são seres de carne inferior. Eles se consideram a classe & # 8220Aryan & # 8221 na sociedade americana & # 8211 com os trabalhadores criados como seus escravos eternos!

Na última semana, houve uma calmaria sinistra na guerra que esses inimigos do trabalho estão travando contra a semana de quarenta horas e contra o pagamento de horas extras dos trabalhadores. Sem dúvida, os preparativos estão sendo feitos para o próximo encontro.

O trabalho organizado também está se preparando para uma contra-ofensiva? Isso é o que deve fazer!


Resolução sobre Jim Crow Good, But Lacks Teeth

A partir de Ação Trabalhista, Vol. 6 No. 49, 7 de dezembro de 1942, p. & # 1603.
Transcrito e marcado por Einde O & # 8217 Callaghan para o Enciclopédia do Trotskismo On-Line (ETOL).

Ao lado de Roosevelt e dos vários oradores do governo, foram realmente os stalinistas que ocuparam o centro do palco na recente convenção do CIO em Boston. Isso não se deveu a nenhum plano definido dos próprios stalinistas, mas ao destino da guerra e ao procurador-geral Biddle. Os holofotes estavam em Curran e Bridges, e em menor medida nos stalinistas dos sindicatos & # 8220white collar & # 8221.

Curran ganhou destaque porque é o chefe da União Marítima Nacional. Dois mil membros dessa união se perderam no mar desde que os Estados Unidos entraram na guerra. Trezentos deles eram marinheiros negros. É claro que foi totalmente apropriado e apropriado que o CIO e todo o movimento trabalhista comemorassem o sacrifício que esses trabalhadores fizeram. Nenhuma das coisas que temos a dizer sobre o stalinismo é dirigida a esses homens ou a seus camaradas entre os que vivem na terra e no mar que foram apanhados na rede da Segunda Guerra Mundial Imperialista.
 

NMU Obtém Placa

Uma placa memorial foi apresentada ao NMU por Murray do CIO. Houve também um & # 8220Memorial aos membros CIO da Marinha Mercante que morreram a serviço de nossa nação. & # 8221 Ao apresentar a placa a Curran, Murray fez o discurso de apresentação, no qual elogiou o heroísmo dos homens que tripulam os navios que transportam suprimentos de guerra por toda a terra. & # 8220Eles são os meninos, & # 8221 disse Murray, & # 8220 que dão de suas vidas, de seu sangue e de seus membros para ajudar a América e seus aliados a vencer esta guerra. & # 8221

Embora seja verdade que esses & # 8220boys & # 8221 deram suas vidas, não havia nada dito na resolução ou no discurso de Murray & # 8217s que indicasse que há dúvida na mente de alguém & # 8217s de que esta guerra pode não ser exatamente o tipo de guerra que afirma ser. Embora muito tenha sido dito sobre a convenção, mesmo por um apoiador da guerra como o senador Pepper, para criar alguma dúvida até mesmo na mente dos mais obtusos ou entusiasmados, a resolução e o discurso de Murray & # 8217 foram completamente silenciosos sobre a questão de se ou não esta é realmente uma guerra pela democracia.

Pepper parecia um pouco perturbada. Ao comentar a declaração de Churchill de que não havia se tornado primeiro-ministro para assistir ao funeral do Império Britânico, ele disse: & # 8220. Se não formos sinceros quando dizemos que lutamos pela democracia, nos preparamos para trair outra geração. & # 8221 A geração que lutou e morreu na Primeira Guerra Mundial foi traída? Se sim, que garantia têm os homens que lutam nesta de que sua geração não está sendo traída? Os trabalhadores do mundo devem responder a esta pergunta por SI MESMOS.

Durante o discurso de apresentação de Murray & # 8217s, entregando a placa a Curran, ele fez a declaração & # 8220Isso é o que eu pessoalmente penso de você, é o que o CIO pensa de você e de seu sindicato. & # 8221 Isso foi uma espécie de de observação estranha e, claro, não significa que Murray mudou de ideia sobre o & # 8220comunismo. & # 8221 É, em vez disso, que em sua jornada ao redor do círculo, os estalinistas encontraram Murray em total apoio à guerra imperialista e se encontraram em seu abraço. Talvez não tenha sido acidental, entretanto, que a declaração acima citada de Murray a Curran não tenha encontrado seu caminho para os procedimentos impressos da convenção.
 

Bridges ganha destaque

Harry Bridges também foi destaque na convenção. Ele foi objeto de elogios brilhantes e aprovação hipócrita de Murray e de outros figurões, incluindo David MacDonald. Este elogio estava sendo concedido a Bridges porque ele foi A UMA VEZ um líder sindical militante que liderou algumas greves em massa militantes? Nada do tipo. A liderança do CIO exigia que o mandado de deportação contra Bridges fosse retirado e ele se tornasse cidadão porque, E SÓ PORQUE, ele apoia a guerra. Seu registro de trabalho não foi mencionado, nem foi sequer sugerido que sua deportação pode ter sido decretada por causa de sua atividade militante no passado.

& # 8220não foi demonstrado para a satisfação do trabalho e de muitos cidadãos que Harry Bridges alguma vez tenha sido afiliado ou membro de qualquer organização ou grupos subversivos que tenham como objetivo a derrubada do governo dos Estados Unidos. Harry Bridges deu apoio leal ao governo dos Estados Unidos em apoio a esta guerra. A Austrália receberia de volta Harry Bridges. Eles acreditam que ele os ajudaria a ganhar a guerra. & # 8221

O que Murray achou de Bridges dois anos atrás? Qual seria sua atitude em relação a Bridges se ele tivesse apoiado uma resolução internacional contra o acordo Roosevelt-Murray & # 8220no-strike & # 8221 que foi imposto ao CIO? O que Murray acha que seria a atitude da Austrália em relação a Bridges se ele se tornasse mais uma vez um líder sindical militante durante ou após a guerra?

MacDonald disse que a maneira como ele olhou para as coisas é que & # 8220Mr. Bridges ainda é um cidadão americano bom e decente. & # 8221 Bittner sentiu que & # 8220o caso Bridges é uma acusação contra o governo dos Estados Unidos. & # 8221 É claro que Bittner não disse à convenção exatamente qual era a acusação. Isso era verdade para todos eles. Eles são para Bridges agora porque E SÓ PORQUE, ele é um apoiador da guerra imperialista.

Eles têm um palpite, é claro, de que nem tudo está certo com os procedimentos de deportação de Bridges. Eles sabem que o caso surgiu na época em que os stalinistas não apoiavam as Nações Unidas na guerra. Eles sabem também que os patrões temiam que Bridges convidasse outra greve e, por isso, queria tirá-lo do país. Mas eles não mencionam isso. Isso pode interferir no & # 8220 esforço de guerra. & # 8221 Eles não estão preocupados agora se Bridges é ou não um stalinista. Eles vão manter isso em reserva até o fim da guerra.
 

Discussão sobre discriminação racial

Uma das discussões mais interessantes na convenção foi sobre a questão do Negro e do CIO. Havia uma resolução sobre a & # 8220discriminação & # 8221 que dizia em parte que & # 8220 nós, as democracias, estamos lutando contra o fascismo em casa e no exterior, unindo todas as raças, todas as religiões e todos os povos em um corpo unido de guerreiros pela democracia. Quaisquer práticas discriminatórias em nossas fileiras, contra negros ou outros grupos, ajudam diretamente o inimigo, criando divisão, dissensão e confusão. & # 8221 A resolução resolve que & # 8220 o CIO agora reitera sua firme oposição a qualquer forma de discriminação racial ou religiosa e renova seu compromisso de continuar a luta pela proteção legal e de fato dos direitos de todos os grupos raciais e religiosos de participar plenamente de nossa vida social, política e industrial. & # 8221

Houve objeção a esta resolução. A alegação foi feita, principalmente por alguns dos delegados negros, que não era forte o suficiente. Yancy, do Transport Service Employees, disse que

& # 8220nós concordamos que a reiteração é necessária, mas ao mesmo tempo pensamos que devemos nos afastar dos chavões e tirar do arcabouço das palavras essa reiteração de nossas políticas e colocá-la em ação real e prática. Acreditamos que esta resolução deve ser comprometida novamente e que deve ser reforçada por fatos adicionais, como os apresentados na resolução da Diretoria Executiva & # 8217s conforme apresentada e aceita. & # 8221

A resolução foi discutida por Murray, Brophy, Bittner e muitos delegados presentes. Townsend, presidente do Transport Service Employees e membro do Conselho Executivo do CIO, disse à convenção que

& # 8220 cabe a cada um de vocês reconhecer a gravidade desse problema. Vamos negligenciar o uso dessa mão de obra (negro) e se vocês mesmos pensarem mais em seus preconceitos do que em sua liberdade, perderão essa liberdade. Eu os aviso que, a menos que aqueles de vocês que compõem o Congresso de Organizações Industriais não façam mais do que defender esta questão candente, algo acontecerá que fará com que todos nós nos arrependamos. & # 8221

Walter Reuther falou sobre a resolução no sentido de que a resolução e os fatos dados nas observações de Murray & # 8217s deveriam chegar às pessoas nas fábricas, pois

& # 8220 a menos que eles entendam as coisas sobre as quais falamos nesta resolução, eles permanecerão resoluções piedosas e piedosas. Acho que é dever de cada delegado aqui hoje voltar às suas respectivas organizações e fazer com que eles tomem a luta contra a discriminação racial, não como uma consideração secundária. mas esta luta contra a discriminação racial deve ser colocada no topo da lista com a segurança sindical e outras demandas sindicais. & # 8221

Estava claro que esse problema de discriminação contra o negro nos sindicatos e nas fábricas estava começando a preocupar as lideranças junto com suas preocupações com o Congresso, o WLB e outras agências governamentais. A discriminação contra o Negro estava começando a interferir no andamento da guerra. A atitude deles é que se o apoio dos negros deve ser conquistado para a guerra, então a discriminação deve ser eliminada ou pelo menos diminuída.

Esta é a principal motivação hoje por trás de sua preocupação com a discriminação racial: a solidariedade do trabalho, preto e branco, é necessária para vencer a guerra. Sobre a questão mais importante da necessidade da solidariedade do trabalho para ganhar maior segurança, concessões dos patrões e uma vida melhor para os trabalhadores americanos como um todo, esses líderes ficaram estranhamente silenciosos.


Teatro Europeu (7 de dezembro de 1942)

Depois que o Japão recua de seu ataque à América, isso dá à Alemanha tempo para se preparar para a eventual intervenção da América. Em janeiro / fevereiro, os alemães fazem grandes planos para futuras operações militares na Europa, pois os combates foram paralisados ​​por causa do rigoroso inverno russo. Eles primeiro fazem seus planos para sua nova ofensiva de verão na União Soviética, Case Blue.

Em seguida, é tomada uma decisão sobre a população judaica e outros indesejáveis: o extermínio em grande escala.

Com a chegada da primavera, os soviéticos lançam uma ofensiva na área de preparação do 6º Exército, mas ela acaba falhando e os alemães começam sua ofensiva de verão que tinha como objetivo principal tomar os campos de petróleo da região do Cáucaso. Enquanto os alemães continuavam avançando em direção a Stalingrado, os russos se prepararam para uma batalha difícil. Em meados de novembro, os soviéticos foram cercados em Stalingrado e uma violenta batalha de rua a rua começou. Os soviéticos começaram duas ofensivas, o cerco às tropas alemãs em Stalingrado na Operação Urano e uma perto de Moscou, a Operação Marte. As ofensivas foram inúteis e quando os soviéticos esperaram muito tempo chegaram reforços alemães de Moscou e uma tentativa de socorro, a Operação Tempestade de Inverno invadiu com sucesso o bolsão de Stalingrado, e a cidade caiu no final de dezembro. No Reino Unido, a ajuda americana está sendo fortemente fornecida, enquanto os americanos podem obter pouco para os soviéticos devido aos navios e aviões alemães na Noruega. Em Washington, FDR agora precisa encontrar uma maneira de entrar na guerra e ela chega em 7 de dezembro com o ataque japonês, mas FDR sabe que levará meses para a mobilização total do exército, marinha e força aérea.

After Stalingrad falls, Allied morale is bad and within a few weeks into the new year, Leningrad falls to German forces with Operation Northern Lights and the Soviets begin to evacuate the Caucasus region and prepare for a massive counter-offensive to save Moscow and the whole of Russia. After winter ends the Soviets begin a massive offensive in early Spring but with much of the German army at the front-line the offensive fails and the Germans begin their summer offensive, Operation Light Blue.The offensive does little and a stalemate ensues from Leningrad to the Caspian Sea. Meanwhile in the west, after a quiet 1942, 1943 becomes a living hell. A second Battle of Britain ensues and much of the same tactics are used except there are far more Luftwaffe planes, withdrawn from the Eastern Front and including several Heinkel HE 280 Jet Fighters and much of the UK is surrounded by U-boats and battleships, cruisers and destroyers. The Royal Family is evacuated to Canada and some of the British Parliament consider making peace, most notably Halifax and his supporters. Churchill convinces them to keep fighting but resentment to the war rises. By September, the British have only a few airfields left as the Germans have so many planes attacking the small RAF (Royal Air Force) cannot bear the burden of the attack. On October 10, Britain's last airfield is destroyed and the Germans do not find out for three days. After an air reconnaissance flight air superiority is claimed and Hitler gives the go-head for "Operation Sealion" the invasion of Britain. The Germans begin preparation for the invasion and expect it to be able to take place by March 17 of next year. One problem arises though the Americans are supposedly finally mobilized and will try to send more aid and actual troops and planes to fight off the expected invasion.

As a new year comes by the Germans now have a two-front war now the Americans are mobilised and ready to fight. On February 10, the Nazis begin deporting Jews and the "Final Solution" but the Allies still don't really no what will happen to the Jews as their spies haven't been able to get close enough to the documents concerning the Jewish deportation. The Allies though have other things to worry about the expected invasion is not far off and final preparations must be made before it is to late. All the British know is that it is around spring and they suspect most likely in March but they don't know specifics. On March 12 the Germans test a new form of Fuel Air Explosive Bomb to see if it works. The test is on Moscow, carried by a prototype ME 264 Amerika Bomber and it works as the Kremlin burns. They now plan to use it on London and British troops/equipment. Meanwhile in Russia, the bomb kills many and Stalin decides to hold a meeting about what kind of course of action should be taken from this point on and he supplies a few choices: Keep fighting to the last man, surrender now, or try a massive counter-offensive and if it fails surrender. Five days after the FAE attack on Moscow, Germany invades the British Isles. The force consists of many elements: about 10,000 Waffen-SS troops from the Leibstandarte and Das Reich Divisions along with the 17th Infantry division and 6th Mountain division, about 7,000 paratroops from the first and second Fallschirmjager Divisions, and the navy shelling all the beaches being invaded, Luftwaffe planes dropping bombs and FAEs on London and British defenses, back-up fighter planes that will fight what is left of the Royal Air Force and they will also bomb random parts of southern-England, and tanks that will be carried behind British lines by ME 321 Gigant Gliders along with about 3,500 specialist Waffen-SS paratroops that will attack the British lines. At around 7:30am the British are defeated in their counterattacks at the first beachhead around Folkstone & Dover and what's left retreats to London. By noon on the same day, half of the beachheads have been secured as much of the British army retreats to London and other towns and cities. Attacks by FAEs damage much of London and the city is lit-a-blaze. By night time, the British are in full retreat as the first stage of the invasion is clearly a success for Germany. By late March, London is like Stalingrad and much of southwestern-England has been conquered and the Americans decide to begin talks with Eire to allow them to be a base for American troops and if Britain loses a base for refugees, citizens and soldiers alike, and a base for British resistance and airfields for the Royal Air Force. After two weeks get a response from Erie, a yes.

This a big political victory as now a decision must be made about what to do about the situation in London and the rest of Great Britain as the Germans are advancing rapidly. By the first week of April the government has fled to Canada. Churchill holds a meeting with the American and British commanders. Churchill says that since the Americans will have planes and troops fighting by the last week of April, he promises to keep fighting until then when if the tide doesn't change fast it may lead to a repeat of WW1 and gas may even be used for defensive purposes.

On the Eastern Front the Soviets begin their offensive and see improvements as more troops have been devoted by the Soviets to this attack, along with new Tanks like the T34-85, the Stalin II and the ISU 152, and the Germans are heavily occupied with the west. progress is made as Leningrad is Besieged, this time by the Soviets, and Moscow is freed from long Range Artillery Fire Germans are pushed back. When the Germans realize what is happening they decide to use FAE bombs tactically on Russian forces and an influx of troops come from occupied areas like Poland and Denmark to hold down the Russians. On April 25, the Russians are pushed back to almost pre-offensive lines and heavy bombing attacks begin to fall all across the front-line. By May 2, the Soviets have reportedly lost nearly one million soldiers/civilians since the bombing runs have been in effect. Stalin decides that at this rate he will never stop the Nazis and on May 7, the Soviets surrender to the Nazis and the war in the east is officially over.

By this time in England, the Germans have surrounded London and the Germans are beginning to invade Wales and Scotland. As for the American troops, they have arrived and are slowly filing into London but are used as replacements for British Troops. The American air force is quickly blooded, but suffers heavily at the hands of new German ME 262 Jets but it has slowed the invasion force. The news of Soviet surrender shocks the Allies as now the whole of Germany's Might will be set upon America and Britain. For the rest of the month, both sides hold inside meetings about what their next moves will be and the Germans will also work out the peace treaty with the Soviets. The new border between the two nations will be at the Ural Mountains to the Ural River to the Caspian Sea. The Soviets are angered but must accept or face even worse consequences. The Soviet Army will also be restricted to just 150,000 men and will be inspected every five years for the amount of soldiers so that they are not breaking the treaty. The Treaty of Smolensk is signed on May 25 and by this time, Churchill has decided to hold an emergency meeting concerning the war. They meet on June 1 and discuss the options they currently have. Since London is surrounded and troops on both sides are being slaughtered, they decide to evacuate the populace underground and have them put on their gas masks as the Army will release Mustard and Chlorine gas on the city, troops will also hide in buildings with full clothing and gas masks and while the Germans suffer in pain they will flee the city. As for the rest of the island, it has been decided to stand and fight until the last man. On June 12, the British release the gas and the soldiers and civilians flee the city as the Germans are slowly killed. The Germans are unable to stop the evacuation as they must flee to survive. After the gas clears, the Germans have nearly 5,000 dead from the gas while the British only have the unlucky few dead, which there were not many. For the rest of the month the land and sea are quiet but the skies are filled with blood as there are dogfights every night.

The battles in the skies are just a decoy as Hitler has planned retaliation for the attack. The plan is to release massive amounts of Sarin and Tabun gas on Glasgow and Cardiff and some on Allied troops near the cities. On July 4 the attack takes place and the Germans also begin to march into Wales and the areas near Glasgow. As the month goes by, thousands die of the gas on both sides as it spreads throughout the island nation except in the southern and northeastern parts of the country. In August the Germans secure the area around Glasgow and Cardiff. By September 11, the Germans have secured the city of Cardiff and the local government in Wales surrenders the territory of Wales. On September 28 the United States and Britain release more gases on German forces and they build massive trenches around the city of Glasgow as they prepare for a massive battle that will decide the fate of the island nation and the rest of the world. In October the Germans launch a massive campaign and also drop some gas and firebombs on the city of Glasgow and decide to have some forces take the rest of Scotland while the city is under siege. The Germans are able to take up all of western Scotland and begin to take the rest of the north but are met with fierce resistance at Edinburgh which is in north-central Scotland as much of what is left of the British force not in Glasgow is there ready to fight. As a battle ensues the British government begs America and Canada to supply more troops to help the war effort. They both immediately send both nearly 10,000 troops to liberate the island. They arrive by November 12 but by then the situation is critical. In Glasgow, if they don't find a way to beat the Germans soon then surrender will be inevitable and in Edinburgh it is expected that the Nazis will conquer the city in a day or two. On November 16 Einstein tells American officials that he may be able to build an atom bomb by spring 1945 but it won't be operational until late summer of 1945. The Americans can't make time go faster so they work with what they have. As for the Germans they are far from building a nuke but they are fibbing that they will have one soon. On Thanksgiving Day the city of Glasgow falls as the Germans are able to surround British, American, and Canadian forces. The Allies will have to surrender Britain if Edinburgh falls and hopefully though will be able to get Erie into the war. A few days after Glasgow falls, the city of Edinburgh falls and the Allies flee the island at the city of Wick in an area where no Germans are near by but they leave behind a select few to try to stop the Germans and give the Allies some time to prepare for the oncoming defeat. On December 11 the Allies gain a new ally, Eire. The nation becomes a base and the European Theater is no more and it becomes the Atlantic Theater.


Atlantic Theater (December 7, 1942)

Observação: This is a continuation of the European Theater. The main reason of the continuation is because of the fact that Europe is now no longer a battlefield.

After the British, American, and Canadian forces leave Britain for Germany to take they then flee to Erie where airfield are filled with planes, docks filled with warships, and towns filled with Allied soldiers and surprisingly the Irish are happy that they are in the war, now that they have some protection and have some Allies close to home. The Germans immediately annihilate the force that was left behind as the Germans conquer the island and prepare for the expected invasion of Erie. On February 13 the Nazis begin bombing Ireland everywhere as the precursor to the invasion. Ireland is burned to bits and they feel that they have been betrayed by the Allies as their country is being destroyed and when the ambassador talks to Churchill at a meeting between the two he says,"Why have you let us suffer?". Churchill simply replied, "It is not our fault. It is the war that has done this to you." After the meeting it becomes clear that Erie is not a good ally but it will not be abandoned. By St. Patrick's Day, the anniversary of the invasion of Britain, the Allies are in a grave situation as the Nazis are clearly preparing to invade the last Allied stronghold near Britain but the Allies make a grave mistake as they have forgotten about Iceland and Greenland. The Germans decide to invade Iceland and then attack Erie from all sides. On April 1 the Nazis launch a massive invasion of Iceland and within a few days of the attack the Allies flee the island as now the Nazis have supply lines cut off. The Allies now decide to lighten the force in Erie and begin evacuating the populace as an invasion is clearly on its way. After weeks of little combat, on May 2 the Axis invade Erie and quickly take the cities of Belfast and Dublin within hours of the first landings. By May 10, the Germans have taken all of the northern part of the island and have begun landings along the western and southern parts of the island. On May 25, the Germans capture the last of the "Emerald Isle" and the Germans immediately send troops to Iceland to prepare for their next targets,América. As the months go by, the Allies and Axis on both sides are preparing for the big fight and meanwhile Churchill, though in America, is supplying a resistance in Britain and by December a terrorist attack on the Nazis will happen in London. On September 10, the American, British, and Canadian naval fleets engage German U-boats near Newfoundland and this leads to increased fear in Allied nations as the war is getting closer to home. On December 31, when German troops are celebrating the new year in London, a terrorist attack occurs that obliterates much of the army's headquarters and after this, the Brits will never be treated the same again. Meanwhile FDR dies of a brain hemorrhage and Truman is immediately sworn in as President of the United States.

When the year comes along the world prepares for another year of terrible combat. In Britain, the people are treated like trash even worse than people in other occupied nations but still not worse than the Jews(Since they are being killed in the Holocaust). In the United States, President Roosevelt is becoming more wary of fighting the war and holds a meeting with all of his cabinet members and Winston Churchill. A vote is made and narrowly the men in the room decide to keep fighting but it is ultimately under FDR's control. He decides to stay and fight and prepare for the worst. As for the nuclear program in America it has been stalled because of the attacks in Ireland and Britain and has now been resumed and should be complete by July. On May 5, the United States and Germany have their navies engage in a fierce that goes undecided when both sides have massive losses. The battle takes place near the island of Bermuda. In Germany, Hitler receives news that his nuclear program will be complete in August 1946. He decides he must begin an invasion of America so that he can end the war with a massive victory. His first decision is to invade Bermuda and make it a massive air, sea, and land base so the invasion of America can take place. Truman though notices that there is increased movement near Bermuda and he has troops, planes, and battleships to defend the island at all costs because he knows what will happen if Germany takes the island. Over the next five months the Germans prepare for a massive attack on Bermuda which will be a prelude to the invasion of America. On October 11 the Germans launch their invasion of Bermuda and are met with fierce resistance. The battle lasts for almost thirteen-weeks and both sides have casualties near the fifty-thousand mark. In the end the Germans are able to capture the island and the Allies prepare for their bloodiest battle yet. Again because of an invasion, the atom-bomb was held back on both sides but America completes in November and tests it in the Nevada desert as the Germans fall behind but Germany has had secret weapons hidden V-1 and V-2 rockets along with jet fighters that were ahead of their time. The Americans don't know about this but they are just about prepared for anything. As the last weeks of the year wind down, both sides prepare for another long battle but this one will truly decide the fate of the world.

In the United States the public are scared and many flee to the heart of the country to prepare for the oncoming invasion. As for the government, it flees to St. Louis and sets up temporary headquarters there as they also are planning ahead. In Germany the army, navy, and air force are finishing preparations for the invasion of America also known as "Operation: Black Cross". Aircraft carriers come into the German navy for the first time and planes are quickly loaded as the Germans want the attack to start as soon as possible and get it over with quickly. In America, anti-aircraft guns are placed everywhere from Key West, Florida to Portland, Maine. The navy has ships all along the coast and planes at the ready no matter what our. The National Guard in each state is at the ready and the National Army, Air Force, and Navy are constantly ready for the invasion. America may be ready but can it withstand the might of the fist of Nazi Germany. As for America's A-Bomb it is finally complete and they are ready to use it at any moment. Then the invasion begins: At 6:00am on March 30, German bombers and planes begin bombarding American defenses and attacking American airfields and bombing American cities such as Washington, New York, Boston, Philadelphia, Charlotte, Charleston, Atlanta, and Miami. Fifteen-minutes later German ships engage with American ships. Five minutes later the Americans are able to respond and dogfights irrupt in the skies. At 6:45am, German paratroopers land in Washington, Richmond, Boston, New York, Philadelphia, Miami, Atlanta, Savannah, Charlotte, Charleston, Jacksonville, and Hartford. All paradrops are a success and as now the set-up for the actual invasion is ready. At around 7:39am the Germans have their transports offload nearly three million troops across the East Coast as the Americans are caught off guard fighting the already attacking Germans. About six hours later at 1:45pm much of the invaded areas of America have seen American troops retreating with high casualties that only grow by the minute. The day goes by exactly as the Americans retreat from a horrible defeat as the Nazi forces overrun much of the East Coast. Within the next three weeks everything east of the Appalachian Mountains are overrun. The Americans decide the A-Bomb must be used now. A group of volunteers who are willing to die will distract German troops in Atlanta where the heart of the southern part of the invasion is based. On April 29 the attack commences and a few hours after the attack an American Bomber carrying the A-Bomb drops it in the heart of Atlanta but the Germans were tipped by a saboteur and the attack only kills civilians that were left for dead. Five weeks after the A-Bomb failure the Germans are at the Mississippi River in Mississippi, Tennessee, Kentucky, and Illinois which causes the American government to flee to Denver, Colorado. The Americans give up at this point but the will of the soldiers don't want to surrender so more bloodshed occurs until on June 22 when America finally surrenders and the war comes to an end. A peace deal is made and signed by July 4 and the terms are as follows:

  • The American government along with the Canadian government will pay massive reparations to the German regime until all damages are paid for which at the rate the Germans want, it will still take until 2115 until all payments will be made.
  • Germany will keep all conquered lands (except in the United States) and America will remain out of European affairs unless asked to be involved by Germany.
  • America's army, navy, and air force will be limited to a certain amount.
  • And lastly Churchill must be handed over.

The Allies find these harsh terms and instead secretly help Churchill flee to Mexico where he will be semi-safe. They report that he has fled to Japan. The Germans are not trustworthy of the report and give up on the search for Winston Churchill within two weeks. Over the next few months the Americans try to rebuild and the Germans kill off their "enemies" as the world moves on to a three-way Cold War.


Defense Continues to the End on Corregidor


Staff of Finance Office and Signal Corps, U.S. Army, Manila, shared Lateral Number 12 of Melinta Tunnel during the siege of Corregidor, Phillipine Islands, March/April 1942.

With Bataan completely in their hands, the Japanese turned their attention to Corregidor. The Corregidor Island defenders were in relatively better shape than the Bataan units, but by April were also showing the effects of prolonged siege. Continuous bombardment by artillery from Bataan as well as naval and air bombing went on through April. Although fortifications, underground tunnel facilities, and some gun emplacements withstood the bombardments, all installations in the open were destroyed. Ultimately, what Japanese shells didn't do was done by deliberate destruction to prevent the facilities from falling into Japanese hands. As the end clearly approached, code books and records were burned and small arms smashed.

The Japanese began their final assault on Corregidor with a heavy artillery barrage on 1 May. On the night of 5-6 May, two battalions of infantry landed on the northeast end of the island. Despite strong resistance, they established a beachhead that was soon reinforced by tanks and artillery. Army and Navy support personnel fighting as infantry joined a Marine regiment to meet the invasion, but the defenders were quickly pushed back to the Malinta Hill stronghold where their position became untenable.

President Roosevelt had personally authorized General Wainwright to decide on the circumstances of surrender. The last message from Wainwright on Corregidor was received late on 6 May:

& # 34. with broken heart and with head bowed in sadness, but not in shame, I report. that today I must arrange terms for the surrender of the fortified islands of Manila Bay, Corregidor, Fort Hughes, Fort Drum, and. " (end of message)

Although it ended in defeat, the successful execution of MacArthur's Bataan plan saved the 75,000 troops on Luzon from immediate defeat, delayed the Japanese timetable for conquest by four months, and kept large Japanese combat forces tied up in the Philippines long after Malaya, Singapore, and the Indies had fallen.

The fate of the Americans and Filipinos who became POWs was a shameful chapter in the history of war, the Bataan Death March.