O Tarô e a Mitologia: significado dos Arcanos Maiores

O Tarô e a Mitologia: significado dos Arcanos Maiores


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Tarot É um baralho que serve como meio de consulta e interpretação de fatos, passados ​​e presentes ou futuros, cuja origem se encontra pelo menos no século XIV.

As letras, e mais especificamente os arcanos maiores, tem um significado mitológico que hoje queremos explicar.

O tarô, a mitologia e o amor estão sempre relacionados, e é algo freqüentemente consultado nas corridas de tarô com os arcanos maiores.

Significado mitológico dos arcanos maiores do tarô

O Mago: são os arcanos maiores associados a Hermes ou Mercúrio. Mercúrio está associado ao trabalho da terra e dos animais, isto é, à agricultura e à pecuária. Alguns também associam esta carta aos mortos que começam seu caminho para o submundo.

Sacerdotisa: Representa Perséfone, relacionado com as estações e a floração que ocorre na primavera.
Também indica a punição que todos nós podemos sofrer do divino ou superior a nós mesmos.

Os amantes: estão associados a Paris. A mitologia o associa com o seu irmã cassandra que o reconheceu em alguns jogos em Tróia. A força dos amantes, que podem fazer tudo, mas também podem cair em desgraça.

A lua: Ligado a Hécate É muito poderoso e permite que você tenha sucesso em todos os campos da vida. Hécate exerceu grande poder apesar de Zeus. Esse ser mitológico também tem um caráter perturbador, pois costuma estar ligado à magia negra e ao mais pernicioso esoterismo.

O imperador: está associado ao maior, isto é, com Zeus. É uma das cartas mais angulosas do tarô, por estar logicamente associada ao grande deus ou à origem da origem, esta carta significa um grande motor de tudo o que queremos fazer.

A morte: é o reverso do cartão anterior e está associado a Hades. Hades representa a força de nossos medos, de nossa força sombria do que deve morrer para que possamos ser melhores. Esta carta pode ser assustadora, mas só indica grandes mudanças, que pode servir para crescer como pessoa. Morra ou evolua como Hades, o antagonista de Zeus.

A força: representado por Heracles, mais conhecido como Hércules. Hércules representa toda a força, embora ele tenha passado por vários testes, especificamente doze, então esta carta representa muita vitalidade mas também muitos obstáculos que terão de ser superados.

O eremita: representado por Chronos em grego ou pelos romanos Saturno. Cronos lutou como um titã e foi derrotado por Zeus, sendo preso por isso. Um futuro do qual podemos ser prisioneiros.

A Justiça: representado por Atena ou na mitologia romana Minerva. Filha de Zeus representa a força do guerreiro, embora em contraste com Ares seja uma força mais inteligente, não tão violenta e implacável como em Ares.

O diabo: mitologicamente associado com Deus pastor Pan. Lascivo e representado por uma cabra que caça ninfas, sempre com intenções lascivas.

A estrela: representa a primeira mulher que Zeus enviou aos homens, Pandora não como um presente, mas antes pelo contrário, como punição por ter descoberto o fogo. Pandora foi oferecida a Epimetio em uma caixa fechada com a condição de que não fosse aberta. Como sabemos a curiosidade foi mais forte e a abriu, todos os males se espalharam pelo mundo. Mal contra esperança, a única coisa boa que a caixa de Pandora deu.

Aqui termina nosso resumo sobre os arcanos do tarô e seu significado na mitologia grega, com a qual estão intimamente relacionados.


Vídeo: APRENDA COMO JOGAR TAROT!