Arqueólogos alemães descobrem uma vila romana em Gernsheim

Arqueólogos alemães descobrem uma vila romana em Gernsheim



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Uma equipe de arqueólogos da Universidade Goethe em Frankfurt está escavando um villa que foi construída sobre as fundações do que já foi um acampamento romano muito perto da cidade de Gernshein, em Hesse Ried, Alemanha.

As razões exatas não são conhecidas, mas em um certo ponto da história, a coorte de soldados romanos desmantelou o acampamento, preencheram as trincheiras defensivas e deixaram o local por volta de 120 DC, onde se acredita que tenham sido transferidos para Limes, na fronteira com o Império.

Como declarado Thomas Maurer, diretor da equipe de arqueólogos em um comunicado, “Houve um certo revés temporário com a saída das tropas deste local, o que, embora devamos continuar a investigar, ficou demonstrado que o mesmo aconteceu noutros casos semelhantes.”.

No site atual, a equipe de pesquisadores encontrou quais são as bases de um edifício de pedra, com dois poços e caves, o que pode levar a pensar que se trata de uma ou mais famílias. Broches, várias pérolas, um grampo de cabelo feito de osso, roupas estranhas e peças do que parece ser um jogo de tabuleiro, como dados e vários outros itens também foram encontrados.

Acredita-se que a maioria dos moradores deste local fosse de Origem galo-germânica, embora possa haver a possibilidade de alguns cidadãos romanos terem vindo de outras partes, o que é confirmado por alguns dos vestígios encontrados, como peças de roupa tradicional ou algumas moedas que então não circulavam em determinadas áreas do que naquela época. então foi o Germânia superior, mostrando que eles vieram de lugares diferentes.

Uma das moedas encontradas veio de Bitínia, na parte noroeste da Anatólia e pensa-se que possivelmente foi trazido para lá por alguém como um motivo para se lembrar de sua terra.

Deste canto pode-se dizer que A escavação começou em 2014 e uma vez que um grande número de descobertas foram feitas, é muito provável que continuem por mais vários anos, o que seria uma notícia fantástica, não só para a equipe de arqueólogos, mas para todos nós que amamos a arqueologia e a história.

Toda a documentação e achados destas escavações serão um dos pilares mais importantes para o próximo trabalho científico, onde se revelarão grandes informações que serão de grande utilidade em diversos campos.

Depois de estudar História na Universidade e depois de muitos testes anteriores, nasceu Red Historia, um projeto que surgiu como meio de divulgação onde você pode encontrar as notícias mais importantes sobre arqueologia, história e humanidades, bem como artigos de interesse, curiosidades e muito mais. Em suma, um ponto de encontro para todos onde possam compartilhar informações e continuar aprendendo.


Vídeo: Nunca Fale Isso pra uma Polonesa! I Oi Sou Iga